Aplicativo desenvolvido por pesquisadores da UFCA mostra incidência da Covid-19 no Cariri

Dois pesquisadores da Universidade Federal do Cariri (UFCA), lançaram um aplicativo, nomeado Covid19-Cariri, que permite acompanhar as cidades com maior incidência da doença na Região do Cariri. Disponível para smartphones, a ferramenta também apresenta um mapa que mostra os bairros onde estão os casos, assim como idade e sexo das pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

O trabalho é dos pesquisadores Juscelino Pereira Silva e Rafael Perazzo Barbosa Mota, que depois de lançarem o Painel de Monitoramento da Covid-19, com dados do avanço da doença no Brasil e no mundo, resolveram deixar as informações de uma maneira mais acessível. 

“A ideia surgiu como uma forma de facilitar o acesso das pessoas às informações. Praticamente todo mundo tem um celular na mão e no bolso e nem todo mundo tem o computador. É mais dinâmico”, explica Rafael Perazzo, professor do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) da UFCA.

O App foi criado na metade de abril, a partir dos dados baixados do IntegraSus, da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, e filtrados pelas 29 cidades que compõem a Região do Cariri. Nele, a partir de um cálculo pela quantidade de casos e o número de habitantes, se obtém as cidades com maior incidência da doença. Hoje, Farias Brito, Potengi e Santana do Cariri lideram esta infeliz estatística. 

Para Rafael, o aplicativo pode facilitar os gestores municipais a saberem onde estão os casos e direcionar melhor as políticas públicas.

“Isso facilita também aos moradores, que vão ter uma ideia se tem muitos casos no meu bairro ou em bairros próximos”, exemplifica. 

O aplicativo foi criado em duas semanas, no mês de abril, mas demorou mais de um mês para ser liberado, já que a Google pede uma comprovação que há autorização de um órgão responsável para trazer estes dados. 

O Covid19-Cariri já está disponível para o sistema Android, gratuitamente. 

Por Antonio Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário