Governo do Ceará amplia número de leitos durante a pandemia

Desde o início da pandemia de Covid-19, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), trabalha em diversas frentes para o combate à doença. Uma das ações adotadas foi aumento no número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e de enfermaria para atenção exclusiva a pacientes com coronavírus.

Em 46 dias, mais de dois mil leitos foram criados em Fortaleza e no interior do Estado para atendimento de casos de Covid-19. Deste total, 481 são leitos de UTI e 1.521, de enfermaria. Antes da pandemia, o Ceará contava com 730 leitos de UTI pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O Ceará possui uma estrutura de saúde bem distribuída pelo interior, com hospitais regionais em Juazeiro do Norte, Sobral e Quixeramobim, além de hospitais-polo em cidades estratégicas, como Maracanaú, Caucaia, Itapipoca, Crateús, Tauá, Iguatu e Icó. Durante a pandemia, as unidades receberam incremento de leitos de enfermaria e de UTIs para o enfrentamento à Covid-19.

Investimento
Além de realizar investimento nas unidades da rede estadual, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde, requisitou o Hospital Leonardo da Vinci e o Hospital Batista para atendimento exclusivo a pacientes diagnosticados com coronavírus. Ao todo, as unidades oferecem 361 leitos.

Hospitais de campanha
Para reforçar o atendimento à população, o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), o Hospital Geral César Cals (HGCC) e o Hospital São José (HSJ) passaram a contar com hospitais de campanha anexos às unidades da rede pública da Sesa. O Hospital de Messejana Doutor Carlos Alberto Studart Gomes (HM) também está montando uma estrutura que terá 32 leitos de enfermaria de média complexidade. Há ainda o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, que iniciou a montagem da estrutura do hospital de campanha na última sexta-feira (8). A unidade já conta com 30 leitos de UTI e duas enfermarias, com 29 leitos cada uma para atendimento exclusivo aos pacientes com Covid-19.

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddThis