81,6% dos testes para Covid-19 no Ceará foram realizados por laboratório público

Em todo o Ceará, até o último domingo (29), 4.664 exames foram realizados para detectar pacientes infectados pelo Covid-19. A informação foi divulgada por meio do Boletim Epidemiológico desenvolvido pela Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa).

Desse número, segundo informa o documento, 81,6% das amostras foram analisadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen), representando um total de 3.805. Enquanto isso, nos laboratórios particulares aptos, 818 testes foram realizados, número que indica 18,4% do total.

Positividade
O novo relatório também apresenta dados relacionados ao número de casos confirmados. Destes, o laboratório público apresenta proporção de positividade de 10,8% entre o total de testes realizados. No laboratório particular, esse número sobe para 19,2%.

Já levando em consideração o número total de testes realizados em todos os laboratórios do Estado, a taxa de positividade é de 12,8%.

Até o momento, foram confirmados 359 casos do novo coronavírus no Ceará. Em Fortaleza, 338 foram registrados e outros 21 estão divididos entre a Região Metropolitana e o interior.

No Estado, o primeiro paciente com coronavírus foi confirmado no dia 15 de março e, cinco dias depois, a Sesa oficializou que o Estado chegou a transmissão comunitária, quando não é possível saber a origem da infecção.

Quem são as vítimas
No Ceará, os três primeiros óbitos por coronavírus ocorreram de 4 a 11 dias após primeiros sintomas, de acordo com informações da Sesa. As vítimas foram duas mulheres, de 84 e 85 anos, e um homem de 74 anos. Os três tinham doenças crônicas pré-existentes e moravam em Fortaleza.

De acordo com a Sesa, a mulher de 85 anos morreu quatro dias após apresentar os primeiros sintomas e não passou por internação em unidade hospitalar. Já o homem de 74 anos permaneceu 11 dias com a doença e ficou 5 dias internado. O caso da idosa de 84 anos evoluiu durante nove dias, dos quais dois ela passou em internação. As informações são do sistema oficial de notificação do Ministério da Saúde (Redcap).

Camilo prorroga decreto
No Estado, o primeiro caso confirmado de coronavírus foi registrado no dia 15 de março. No dia 20 de março a Sesa oficializou a transmissão comunitária.

Para tentar frear a transmissão da doença, dentre outras medidas, o governador Camilo Santana emitiu um decreto no dia 19 de março restringindo a abertura de espaços como bares, comércios, igrejas e escolas e autorizando somente a manutenção dos serviços essenciais como farmácias, supermercados e hospitais. Hoje, ele prorrogou o Decreto por mais uma semana, até o dia 5 de abril.

Além disso, o Estado segue recomendando o isolamento social como forma de barrar a transmissão do coronavírus que no Estado vem apresentando, apesar das variações, uma curva de contaminação muito alta, com muitos casos confirmados em um curto intervalo de tempo.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddThis