Morre Madre Feitosa, a "Santa do Cariri", aos 98 anos

Madre Feitosa faleceu na manhã desta sexta, em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico. Ela estava internada desde o dia 17 de dezembro no Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte. No dia 24, foi transferida para o Hospital da Unimed, na mesma cidade. Na quarta-feira, a Congregação das Filhas de Santa Teresa de Jesus, a quem a Madre era ligada, emitiu um comunicado informando que o estado de saúde dela era bastante delicado, convidando todos a rezarem pela religiosa.

Madre Feitosa é um dos principais nomes na educação regional e ficou conhecida como a “Santa viva do Cariri”, principalmente por sua simplicidade e afabilidade. Tinha 98 anos, completados em setembro passado.

Natural de Tauá, chegou ao Cariri para cursar o então ensino secundário. Aos 16 anos, decidiu ingressar na vida religiosa. Vivia na Casa de Caridade, ligada à Fundação Padre Ipiapina, em Crato.

O funeral de Madre Maria Carmelina Feitosa começa na noite desta sexta-feira, dia 27 de dezembro, na Capela do Colégio Santa Teresa de Jesus, no Centro do Crato. No sábado (28), às 8h, o corpo vai ser transladado para o auditório do Colégio Pequeno Príncipe, permanecendo o dia todo. No domingo, às 9h, o bispo diocesano Dom Gilberto Pastana presidirá a Santa Missa. O sepultamento ocorre em seguida, na Capela da Casa de Caridade, onde a religiosa morava.

Translado
No sábado (28), o corpo de Madre Feitosa será transladado da Capela Santa Teresa, localizada à rua Dom Quintino, no Centro de Crato. Deve passar pela rua Cel. Antônio Luís (mesma rua do Hospital São Camilo), entrando à direita à rua 28 de dezembro, até o auditório do Colégio Pequeno Príncipe.

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddThis