Governador do Ceará e Ministro do Desenvolvimento Regional visitam obras da Linha Leste do Metrofor

O Governador do Ceará, Camilo Santana, e o Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, visitaram, neste sábado (2), o canteiro de obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza, no Centro. A comitiva, que também contou com a presença do prefeito da capital, Roberto Cláudio, e do secretário Executivo de Logística Intermodal e Obras da Seinfra, André Pierre, esteve no trecho de onde partirão as duas tuneladoras que irão escavar os túneis da linha.

“Com a Linha Leste, vamos ter aqui em Fortaleza um dos melhores sistemas metroviários interligados de uma capital do Nordeste brasileiro, integrando à Linha Sul do metrô e ao VLT. Além disso, a previsão de percurso do Centro ao Papicu é de 15 minutos, um transporte muito mais rápido e seguro. Ele vai oferecer mais opções para a população e desafogar o trânsito”, disse Camilo Santana.

A comitiva percorreu todo o canteiro, que tem cerca de um quilômetro de extensão, e pôde conferir os investimentos feitos na obra, que irá contar com R$ 660 milhões, do Governo Federal, através do MDR, além de financiamento de R$ 1 bilhão do BNDES e R$ 186 milhões do Tesouro Estadual. “Esse é o futuro da mobilidade. Isso é que a gente precisa para as grandes cidades. Fortaleza tem um fluxo de passageiros muito grande, e o metrô vai reduzir muito o tempo de viagem das pessoas, dos cidadãos e, principalmente, dos trabalhadores, trazendo produtividade e gerando riqueza, emprego e renda para cidade, pro estado e pra região”, disse o ministro.

Contactado, o secretário da Infraestrutura do Ceará, Lúcio Gomes, que está viajando, comemorou a visita: “É um estímulo fundamental para nós, que estamos no dia-a-dia da obra, poder mostrar o avanço dos serviços, uma demonstração da correta aplicação dos recursos”.

Linha Leste
A Linha Leste terá 7,3 quilômetros de extensão e contará com uma estação de superfície (Tirol-Moura Brasil) e outras quatro subterrâneas (Chico da Silva, Colégio Militar, Nunes Valente e Papicu). O empreendimento vai garantir a integração da Linha Leste com a Linha Sul, no Centro, e com o VLT Parangaba-Mucuripe e o terminal de ônibus, no Papicu. Após concluído, terá capacidade para transportar até 150 mil passageiros por dia. O tempo de viagem entre o Centro e o Papicu será de 15 minutos.

Atualmente, estão sendo realizadas as contenções para as escavações do trecho onde será construída a Estação Chico da Silva da Linha Leste, no Centro, a primeira subterrânea da nova linha, além de serviços necessários para a colocação e início dos trabalhos das tuneladoras, máquinas que irão escavar os túneis no shaft (ou embocadura das tuneladoras). As máquinas estão prontas para serem utilizadas na execução da obra. Também seguem os trabalhos de construção de um poço de ventilação da linha, na Praça da Estação, e das Estações Colégio Militar e Nunes Valente, na Aldeota.

Com informações da Assessoria de Imprensa/Governo do Estado

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis