Flamengo diz não ter dado agasalho nem convidado Bolsonaro para final da Libertadores

O departamento de comunicação do Flamengo afirmou nesta sexta-feira (25) não ter qualquer relação com o agasalho entregue pelo presidente Jair Bolsonaro ao chinês Xi Jinping.

A roupa seria um modelo antigo, que não partiu de nenhum integrante do clube, garante a comunicação rubro-negra.

A assessoria de imprensa do clube também informou que não partiu do Flamengo qualquer convite a Bolsonaro para a final da Taça Libertadores, que será disputada dia 23 de novembro contra o argentino River Plate, ao contrário do que divulgou o jornal O Globo na quinta-feira (24).

Bolsonaro deu o uniforme do Flamengo para o presidente da China após reunião bilateral no Palácio do Povo, em Pequim.

Ao entregar o agasalho, Bolsonaro disse que o Flamengo é o "melhor time brasileiro da atualidade".

A assessoria de imprensa do presidente Bolsonaro, em Brasília, não soube dizer a origem do uniforme. Na China, não foi possível obter a informação por causa do horário - é madrugada no país.

O time carioca é o líder do campeonato brasileiro e o único clube do país a seguir na Taça Libertadores da América, na qual se classificou à final após golear o Grêmio por 5 a 0 na quarta-feira (23).

Fonte: R7

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis