42 mil agricultores são dispensados de pagamento de subsídio do Hora de Plantar

O Governo do Ceará, através da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), torna público, pela portaria 657/19, trazida no Diário Oficial do Estado em 9 de outubro, a dispensa do pagamento do subsídio das sementes e mudas do Projeto Hora de Plantar 2018/2019 a agricultores familiares de 55 municípios.

O ato da secretaria contempla um universo de 42.751 agricultores familiares. De acordo com dados da Coordenadoria de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (CODAF) foram realizadas 55.698 operações aptas à dispensa na 32ª edição do projeto. Estão inclusos na anistia 1.064.268 toneladas de sementes (milho híbrido, variedade, feijão caupi e sorgo forrageiro), 1.444.151 raquetes de palma forrageira e 119.138 de mudas (cajueiro anão, essências florestais e frutíferas).

Dados analisados pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) e a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) apontam para o registro de 55 municípios com perda de safra acima de 50% ou com índice pluviométrico abaixo de 50%.

Estão dispensados de pagamento de subsídio os agricultores de Abaiara, Acaraú, Acopiara, Aiuaba, Alto Santo, Antonina do Norte, Arneiroz, Assaré, Baixio, Barro, Boa Viagem, Brejo Santo, Campos Sales, Canindé, Caririaçu, Cariús, Catarina, Caucaia, Chorozinho, Cruz, Graça, Horizonte, Ibicuitinga, Iguatu, Independência, Itaitinga, Itarema, Itatira, Jardim, Jati, Jijoca de Jericoacoara, Juazeiro do Norte, Jucás, Limoeiro do Norte, Madalena, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Morada Nova, Morrinhos, Nova Olinda, Pacajus, Parambu, Pedra Branca, Penaforte, Porteiras, Potiretama, Quixelôn Saboeiro, Salite, Santa Quitéria, Tabuleiro do Norte, Tarrafas, Tauá e Umari.

Em todo o Ceará, 153.428 agricultores receberam sementes do programa Hora de Plantar na edição 2018/2019. A última edição ofertou 125.340 quilos feijão caupi, 2.200.000 de milho híbrido, 408.660 de milho variedade, 294.750 de sorgo forrageiro, 8.500.000 raquetes de palma forrageira, 385.600 mudas de caju anão precoce, 11.500 de acerola, 6.750 de goiaba, 5.870 de manga, 5.000 de umbú-cajá, 112.240 essências de Sabiá, e 23.000 de Aroeira, além de 5.000 m³ de maniva de mandioca.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis