Vila da Música, em Crato, recebe o nome de "Monsenhor Ágio Augusto Moreira"

Aprovado pela Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (27), o Projeto de Lei que muda o nome da Vila da Música, no Crato, em homenagem ao “Monsenhor Ágio”. O anuncio sobre a mudança do nome do equipamento cultural da Secult para “Vila da Música Monsenhor Ágio Augusto Moreira” foi eito pelo governador Camilo Santana durante o velório de Padre Ágio, no último dia 13 de junho, no Crato.

Fundador da Escola de Educação Artística Heitor Villa, Padre Ágio faleceu no dia 12 de junho de 2019, com 101 anos. “Ágio só pregava o bem, só espalhava o amor, a alegria. Ele seguiu profundamente sua vida na missão de servir e evangelizar. O padre escolheu o instrumento mais importante, a educação através da música para criar esperança e libertar as pessoas. Ele começou com filhos de agricultores, pessoas que trocavam, à noite, foices e enxadas por violões e violinos, quantas crianças passaram por ele e se transformaram – tudo isso através da música. Que cada um de nós possamos ser discípulo dele. Qual homenagem posso fazer, me perguntei. A primeira delas é que já enviei hoje projeto de lei que dá novo nome para a Vila da Música, a escola passará a ser chamada agora de “Monsenhor Ágio Augusto Moreira”. Uma singela homenagem que vai se eternizar. Que a imagem dele possa seguir em nossas mentes e corações”, afirmou o governador.

Saiba mais
Padre Ágio foi um dos personagens mais marcantes da história do Cariri. Lembrado pelas inúmeras qualidades que cultivou em vida, o clérigo se destacou por ser um sacerdote dedicado, escritor, músico e professor de canto gregoriano, italiano, grego e francês no Seminário São José em Crato. Sacerdote simples e piedoso, exímio escritor e músico, foi professor de canto gregoriano, italiano, grego e francês no Seminário São José, em Crato. Também foi vigário cooperador nas cidades de Jardim, Icó, Farias Brito e Iguatu. O título de “monsenhor” veio em 2003, por indicação do então bispo diocesano, Dom Fernando Panico. Aos 100 anos, lançou o livro “Padre Cícero Romão Batista: O maior líder espiritual do Nordeste Brasileiro”. “Foram 101 anos de muito amor e dedicação aos que mais precisam. Padre Ágio, como era carinhosamente chamado, realizou um trabalho muito bonito e transformou a vida de jovens e crianças da região do Cariri por meio da música”, afirmou Camilo Santana.

A Vila da Música, primeiro equipamento cultural de competência do Estado no Interior, é fruto da parceria do Governo do Ceará – através da Secretaria da Cultura – com a tradicional escola de música Sociedade Lírica de Belmonte (Solibel), fundada pelo Padre Ágio Augusto Moreira na década de 1970. A Vila da Música é um equipamento cultural voltado para a formação e fruição cultural, inspirada na experiência realizada pela Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel). O equipamento surge como um centro de socialização e de cidadania por meio da educação dos sentidos. Primeiro equipamento cultural do Estado no Interior, o espaço conta com infraestrutura moderna e dedicada a atender estudantes – crianças, jovens e adultos -, distribuídos em diversos cursos de diversos instrumentos.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis