Vacinas contra gripe H1N1 desviadas de posto de saúde eram vendidas a R$ 5 para clínicas em Juazeiro do Norte

A Polícia Civil de Juazeiro do Norte informou que as vacinas contra a gripe H1N1 desviadas de um posto de saúde em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, eram vendidas a R$ 5 para clínicas particulares. Um funcionário da Prefeitura do município é suspeito de comercializar as doses. 

A investigação sobre a comercialização das dosagens ainda não foi iniciada porque nenhum representante da SMS registrou boletim de ocorrência (BO) sobre o caso, segundo a polícia. No entanto, a própria pasta já afirmou que um funcionário desviou 30 vacinas para venda.

A secretária de Saúde de Juazeiro, Francimones Albuquerque, disse que abriu sindicância para apurar e identificar o funcionário responsável pelo desvio.  

Ainda nesta quarta, o número de casos confirmados no município subiu para seis, com dois óbitos, enquanto outros 21 notificados são investigados. A informação foi repassada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Juazeiro do Norte. Na Região do Cariri, três pessoas morreram em decorrência da doença - duas nesta terça-feira (4), a de um padre e a de uma estudante de nutrição de 23 anos. 

Vacinas esgotadas 
As vacinas contra gripe H1N1 acabaram na última terça-feira (4) nos postos de saúde dos municípios de Juazeiro do Norte e de Crato. Com o aumento no número de casos da doença, a busca pela imunização aumentou na região. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) informou que uma remessa com mais dosagens chegará ao Cariri até sexta-feira (7). 

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis