No Ceará, 21 funcionários da Avianca Brasil são demitidos

Após a companhia deixar de operar voos no Ceará, ao menos 21 trabalhadores da Avianca Brasil que trabalhavam nos aeroportos de Fortaleza e no de Juazeiro do Norte foram demitidos, de acordo com informações da presidente nacional do Sindicato dos Aeroviários (SNA), Selma Balbino. 

A Avianca Brasil está em processo de recuperação judicial desde dezembro de 2018. No mês de abril passado, a empresa cancelou diversos voos no Ceará e deixou de operar completamente nos dois aeroportos.    

Segundo Balbino, 253 funcionários da companhia foram demitidos no País, incluindo as bases de Guarulhos (São Paulo), Recife (Pernambuco), Curitiba (Paraná), Campo Grande (Mato Grosso do Sul), Floripa (Santa Catarina), Salvador (Bahia) e Vitória (Espírito Santo).   

Novas alternativas
Em Fortaleza, a companhia Azul anunciou novas rotas que irão completar 60% do espaço deixado pela Avianca no trecho Fortaleza e Guarulhos (São Paulo). Segundo a empresa, a partir do dia 1° de julho, a companhia começará a operar com três voos diários na rota.    

Além disso, em Juazeiro do Norte haverá uma parceria com a empresa de táxi aéreo Rota do Sol, de acordo com anúncio feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município. Serão voos fretados que ligação a capital cearense o município, localizado na região sul do Estado. As operações começam a partir do dia 13 de maio.  

Leilão
Parte do processo de recuperação judicial, o leilão pelos ativos da Avianca será realizado na próxima terça-feira (07), em São Paulo. As companhias Latam, Gol e Azul estão autorizadas a participar das negociações. Ao todo, serão leiloadas sete unidades isoladas da companhia, com slots (autorizações de pousos e decolagens), nos principais terminais brasileiros.

BERNADETH VASCONCELOS
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis