Suspeito de matar ex-mulher na frente dos dois filhos e da mãe é preso em Caririaçu

A Polícia Civil prendeu preventivamente, na noite desta terça-feira (9), o entregador Severo Manoel Dias Neto, 39, suspeito de matar a tiros sua ex-companheira, a costureira Maria Rosemeire de Santana, de 38 anos, na frente de seus dois filhos e da mãe da vítima. O crime aconteceu no último dia 2 de abril, no bairro Brejo Seco, em Juazeiro do Norte. Ele estava foragido, escondido na casa de familiares, na zona rural de Caririaçu, município vizinho. 

A prisão aconteceu por volta das 21h30. A Polícia recebeu uma denúncia que Severo estava escondido na propriedade de sua mãe. De dia, ficava escondido no matagal e, à noite, se recolhia para dormir. “Desde que consegui o mandado de prisão preventiva, a gente vem fazendo diligências, procurando sua localização”, afirma a delegada Débora Gurgel, titular da Delegacia de Defesa da Mulher de Juazeiro do Norte.

Os pais do suspeito estavam viajando quando a Polícia o localizou. A casa foi cercada pelos agentes, que o capturaram. Severo não estava armado. “A arma do crime não foi localizada. Ele alega que jogou em um lixão, mas acreditamos que ainda esteja nesse sítio. A propriedade é grande”, conta a delegada.

Ontem mesmo, Severo chegou a confessar o crime para os policiais. “Ele conta que tinha bebido no dia e soube que ela estava se relacionando. Ele não aceitava a separação. Disse que cometeu o crime num ‘momento de loucura'”, narra Débora. Porém, durante interrogatório, na manhã de hoje, o suspeito se manteve em silêncio.

Severo ficará preso na Cadeia Pública de Juazeiro do Norte. O inquérito será concluído em até 10 dias. A Polícia Civil aguarda mais algumas provas técnicas, como o laudo cadavérico. As testemunhas já foram ouvidas. “Felizmente, conseguimos dar essa resposta aos familiares. Ele permanecerá preso, aguardando seu julgamento”, completa a delegada. Se for condenado por feminicídio, a pena é de 12 a 30 anos de reclusão.

O caso
O crime aconteceu por volta das 20 horas do último dia 2 de abril. A vítima estava sentada na calçada, conversando com vizinhos, quando percebeu a chegada do ex-marido. Imediatamente, ela correu e se trancou dentro de sua casa. Então, Severo invadiu o imóvel e atirou em Rosemeire na frente de seus dois filhos dois filhos, de 7 e 13 anos, e da mãe da vítima. O casal estava separado há sete meses.

O suspeito, que é pai das crianças, já havia ameaçado a vítima diversas vezes. No dia 21 de junho de 2018, Rosemeire havia registrado o crime de ameaça. Através da Justiça, ela conseguiu uma medida protetiva, que foi descumprida, pelo menos duas vezes, no dia 21 de novembro do ano passado e no dia 15 de janeiro deste ano.

Histórico
Este é o primeiro caso de feminicídio em Juazeiro do Norte em 2019. Nos últimos quatro anos, cinco crimes desta natureza foram registrados na terra do Padre Cícero. Já no município vizinho de Crato, uma mulher foi morta a tiros, em pleno Centro da cidade, no último dia 28 de fevereiro. A vítima, Geanne Tavares Souza, de 28 anos, foi assassinada pelo seu ex-companheiro, que não aceitou o fim do relacionamento.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis