Bolsonaro vai restringir pagamento do PIS

A minuta da reforma da Previdência do governo Bolsonaro vai restringir o pagamento do abono salarial aos trabalhadores que recebem um salário mínimo por mês. Atualmente, o abono é pago a todos que recebem até dois salários mínimos de empresas que contribuem para o PIS/Pasep – Programa de Integração Social ou para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público.

O governo do ex-presidente Michel Temer tentou reduzir a abrangência do abono salarial, mas a proposta sofreu resistência e não avançou. A ideia de restringir o pagamento já estava em debate na equipe econômica do presidente Jair Bolsonaro.

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis