Bolsonaro tem a pior aprovação em comparação aos governos de Lula e Dilma no início do 1º mandato

Jair Bolsonaro (PSL) fica em desvantagem e apresenta o pior índice de avaliação no começo de mandato em comparação com as primeiras pesquisas feitas pela CNT/MDA sobre o início dos governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (2003) e Dilma Rousseff (2011), ambos do PT.

No primeiro mandato de Lula, o resultado da pesquisa foi divulgado em janeiro de 2003. Para 56,6 % dos entrevistados, o governo do petista, na época, era ótimo ou bom, seguido de 17% considerado regular e apenas 2% como ruim ou péssimo. No início do segundo governo, o índice foi de 49,5% sendo positiva.

Em relação ao primeiro mandato de Dilma Rousseff, os entrevistadores avaliaram em agosto os primeiros meses de 2011 do governo da sucessora de Lula com o índice positivo de 49,2% considerado ótimo ou bom. 37,1% avaliaram como regular e 9,3% sendo ruim ou péssimo.

No segundo mandato a avaliação da petista caiu: em março de 2015, somente 10,8% considerava o governo da petista como positiva e 64,8% sendo negativa. Em comparação com o primeiro mandato de Michel Temer (MDB) foi a pior avaliação. Somente 10,8% dos entrevistados avaliaram como positivo a forma de governar do emedebista.

A pesquisa CNT/MDA não realizou esse levantamento em relação ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), pois a primeira pesquisa foi feita em 1998 e o tucano tomou posse em 1995, além de não englobar os oito anos do governo. FHC terminou seu mandato com 32% de aprovação.

Fonte: O Povo

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis