Obras de ampliação do aeroporto de Fortaleza chegam a 26%

Potencializar o turismo e a economia do Estado, dobrando o número de passageiros que passam pelo Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. Este é o objetivo das obras de ampliação do equipamento, que se encontram em 26% concluídas, e recebeu, nesta terça-feira (23), a visita do governador Camilo Santana e comitiva. A empresa Fraport Brasil – Fortaleza, subsidiária da alemã Fraport AG Frankfurt Airport Services Worldwide, em acordo de concessão com o Governo do Ceará, está responsável pela reforma. O investimento no projeto é de R$ 1 bilhão para a realização das fases 1B e C.

“É um grande investimento de ampliação e modernização em que vamos praticamente dobrar o aeroporto em termos de área, criando novos acessos, aumentando o estacionamento. Todo um planejamento para bagagens, aumento da pista. O importante é que estamos fortalecendo o fluxo, só de voos internacionais passamos de oito para 48 e a tendência é aumentar para 60 no ano que vem. Há interesses em companhias de ampliar o número de voos. O aeroporto de Fortaleza se consolida como um grande hub aéreo e isso significa que temos que garantir condições para acolher esses passageiros”, disse Camilo Santana.

Entre as principais mudanças no aeroporto estão a ampliação do terminal de passageiros, adequações no sistema viário e das vias de taxiamento, além da expansão de pista de pouso e decolagem. A expectativa para o fim das obras é maio de 2020. O orçamento une a contratação do consórcio, a compra de equipamentos, o desenvolvimento e a gestão do novo prédio.

Participando também da visita, o secretário do Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro, destaca os benefícios para o crescimento do Ceará com a ampliação dos voos. “Foi feito um estudo prévio do impacto econômico, que está previsto em mais de R$ 1 bilhão com o hub, com criação de empregos formais e informais em mais de 80 mil postos de trabalho, além das exportações e o aumento do fluxo de passageiros. O resultado do modal aéreo é de mais de 14 toneladas semanais da produção cearense pela KLM e quatro toneladas semanais pela Air France. O objetivo é fomentar para que tragam ainda mais oportunidades para o setor produtivo do Estado”.

Lucio Gomes, secretário da Infraestrutura, também reforçou a necessidade de revitalização do Aeroporto de Fortaleza para esta nova etapa. “A expectativa é que o Ceará vá de fato para um patamar internacional. Isso significa mais empregos para taxistas, oportunidades para o artesanato, restaurantes, hotéis, toda a cadeia de desenvolvimento vai ser alavancada por causa desse movimento e precisávamos de um bom equipamento, já que o antigo aeroporto estava saturado. As pontes de embarque vamos passar de 7 para 15. Este ano, já teremos algumas mudanças e ao longo de 2019 serão entregues outras etapas, até a conclusão em 2020. Assim estaremos em plena condição de fortalecer a economia do Ceará”.

A presidente da Fraport Brasil – Fortaleza, Andreea Pal, indicou quais serão as próximas etapas da obra. “O próximo passo será a entrega da ampliação do embarque doméstico. Para abril ou maio vamos abrir a nova área para check-in, que passará por modernização. No próximo mês será inaugurada uma nova área de inspeção de segurança”.

Concessão
A Fraport conquistou a concessão do Aeroporto Internacional Pinto Martins em leilão realizado em 16 de março de 2017, na sede da Bolsa de Valores de São Paulo. A empresa vai gerir o aeroporto pelo período de 30 anos, mediante lance de R$ 1,5 bilhão – R$ 425 milhões pagos no arremate.

Atualmente, os alemães administram 30 terminais distribuídos por Europa, Ásia e América do Sul, entre eles o aeroporto de Frankfurt, um dos mais movimentados do mundo.

Hub da Air France-KLM e Gol
A capital cearense foi escolhida para sediar o centro de conexões das companhias Air France, KLM e Gol no Nordeste.

No dia 3 de maio de 2018, Fortaleza recebeu os dois primeiros voos diretos vindos de Paris, na França, e de Amsterdam, na Holanda. A chegada das aeronaves da KLM, de Amsterdam; e da Joon/Air France, vinda de Paris, na qual estava o governador Camilo Santana, consolidaram o início das operações do centro de conexões da Air France/KLM/GOL no Aeroporto de Fortaleza.

Com os novos voos, o Governo do Ceará calcula um aumento no número de turistas estrangeiros entre 60 e 70 mil por ano. Ao final de dois anos, o incremento deve ser de cerca de 150 mil turistas, que é a metade do fluxo internacional atual. Já em números domésticos, o hub deve ser responsável por um aumento de 1,5 milhão de passageiros/turistas ao ano.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis