Juazeiro do Norte (CE): Polícia cumpre mandados contra pornografia infantil durante operação

As polícias Civil e Federal cumprem 16 mandados de busca e aprensão durante uma operação contra pornografia infantil e exploração sexual nesta quinta-feira (17) no Ceará. Suspeitos foram presos em flagrante no estado, mas a polícia do Ceará ainda não divulgou o número.

Os mandados estão sendo cumpridos em Fortaleza e Canindé, no interior do Ceará, de acordo com Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social. A Polícia Federal confirmou que um mandado também foi cumprido em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri.

A ação nomeada "Luz na Infância 2" faz parte de uma operação integrada coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública (MESP). São pelo menos 500 mandados de busca e apreensão cumpridos no Ceará e em outros 24 estados. Cem pessoas foram presas no país, até as 8h40 desta quinta.

Conforme a Secretaria da Segurança do Ceará, os policiais civis cumprem 15 mandados em Fortaleza e um em Canindé. Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública, com base em informações coletados em ambientes virtuais.

Investigação
A investigação começou há quatro meses, e as informações foram repassadas às Polícias Civis dos estados, em especial às delegacias de proteção à criança e ao adolescente e repressão a crimes informáticos.

Durante a operação, os policiais procuram arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Os suspeitos flagrantes com conteúdo relacionados aos crimes foram presos em flagrante.

A operarão é considerada a maior do país no combate à pornografia infantil. Ao todo, 2,6 mil policiais de todo o país participam da ação. O objetivo é desmantelar uma rede envolvida em crime de exploração sexual de crianças no país.

'Luz na Infância'
Na primeira fase da operação Luz na Infância, realizada em 20 de outubro de 2017, foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais.

De acordo com a Polícia Civil, o nome da operação foi escolhido em referência à ação metafórica de jogar luz sobre a infância. "Os acusados deste tipo de delito agem às sombras da internet e devem ter suas condutas elucidadas e julgadas."

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis