10 mil passos por dia garante saúde, mostra estudo

A lista de problemas que o sedentarismo traz à saúde é grande. E, para manter um estilo de vida ativo e evitar problemas como obesidade, hipertensão, ataque cardíaco, diabetes e dores na coluna, a recomendação dos especialistas é que você dê ao menos 10 mil passos por dia. Mas por que esse número faz bem para o organismo? 

Estudos mostram que 100 minutos de exercício físico por dia podem reduzir o risco de morte prematura em até 76%. Essa cota não precisa ser cumprida de uma vez. Fazer alguns minutos aqui e outros ali também garante o benefício. E os 10 mil passos? Bom, ao andar tudo isso certamente você alcançará a meta de minutos diários de atividade. Ou seja, é só uma questão de medida. Seja contando minutos, seja contando passos, o mais importante mesmo é se movimentar.  

Ao manter um estilo de vida ativo você terá uma melhora no condicionamento cardiorrespiratório, na pressão arterial, na taxa de triglicérides e na glicemia (nível de açúcar no sangue). “Essas adaptações vão proteger seu coração e reduzir o risco de morte por doenças como infarto e AVC", aponta Leandro Echenique, cardiologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Até quem treina precisa dar 10 mil passos?
De acordo com Mario Sérgio Andrade Silva, educador físico e autor do livro Corra - Guia Completo de Corrida, Treino e Qualidade de Vida, o American College of SportsMedicine orienta que todas as pessoas devem cumprir 10 mil passos por dia para serem consideradas fisicamente ativas. "A contagem tem de ser iniciada a partir do momento em que você coloca o pé para fora da cama e terminar ao se deitar para dormir”, esclarece Silva 

"Todas as pessoas" significa que até mesmo quem faz academia precisa atingir uma cota de passos. Pois é. Estudos mostram que os benefícios de um treino podem até ser anulados se você passar o dia todo sentado. Obviamente, por malhar você recebe um "descontinho", já que qualquer movimento conta como atividade física. Por exemplo, 45 minutos de musculação equivalem a mais ou menos 4 mil passos. Esse mesmo número vale para 30 minutos de uma corrida leve -- ou de pedalada. 

“Aliás, a soma de exercícios de força com aeróbicos é perfeita para a saúde. A corrida (ou bike, natação) melhora a respiração, a circulação sanguínea e promove boa liberação de endorfina, que reduz o estresse. Já a musculação estimula o ganho de massa magra --que aumenta o gasto calórico em repouso -- e melhora a postura, evitando dores no dia a dia", diz o médico Marcelo Luiz Peixoto Sobral, especialista em cirurgia cardiovascular e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular.

Tecnologia ajuda a atingir os 10 mil passos
Quem já contou os passos diários sabe que alcançar a meta no dia a dia não é fácil. Se você não curte praticar exercícios, a principal maneira de ter uma rotina ativa é adotar medidas para lá de conhecidas: deixar o carro na garagem e andar mais a pé; trocar o elevador pela escada; descer um ponto antes do seu destino e caminhar; e até mesmo se levantar a cada 40 minutos para pegar uma água, ir ao banheiro ou falar com um colega de trabalho. 

Uma coisa que pode contribuir para cumprir os 10 mil passos é a tecnologia. Hoje em dia, muitos aplicativos, como o Fitbit, têm uma função de alerta, que avisa quando você está há muito tempo sentado e precisa caminhar um pouco. "Já outros --o StepFun por exemplo -- apostam na 'gamificação'. Ou seja, permitem criar desafios e rankings com amigos, para ver quem dá mais passos no dia. Isso gera uma competição saudável e estimula a pessoa a se movimentar. Muitas vezes, ela dá uma volta a mais no quarteirão antes de chegar em casa só para não perder do colega...", acredita Mário Sergio Silva. 

Fonte: Viva Bem/UOL

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis