Ciro admite apoiar candidatura de Campos à presidência da República

Um levantamento realizado pela revista ISTOÉ, divulgado essa semana, aponta que é maioria o apoio dentro dos diretórios estaduais para que o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), lance voo rumo ao Planalto, em 2014.

85% dos dirigentes defendem que Campos dispute a presidência contra Dilma Rousseff (PT). Dos 35 representantes da executiva nacional do partido, 22 são a favor da candidatura própria. Mesmo com o apoio da maioria, Campos ainda busca seu fortalecimento dentro do partido.

Ciente da importância do apoio e da força política de Ciro e Cid Gomes no Ceará, o governador pernambucano tem buscado o apaziguamento com os irmãos. O primeiro passo foi dado por Campos, que convidou Ciro para um jantar, em Recife. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, durante o jantar, Eduardo e Ciro discutiram suas divergências e fizeram pacto de só definir em 2014 se o partido terá ou não um candidato na disputa presidencial.

Apesar de declarar seu apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff, Ciro não descartou a possibilidade de rever sua posição em relação ano que vem. “Se meu partido tiver candidato, depois que fizer minhas ponderações, vou acompanhar o partido”, declarou.

Ciro Gomes manteve também o discurso de que acredita ser uma “incoerência” do partido disputar o Planalto, pois o partido goza de cargos no Governo. Ainda de acordo com a Folha, os correligionários combinaram de conversar mais. Campos pediu que Ciro liderasse no PSB debates sobre a economia e discutisse alternativas para tirar o país do ciclo de baixo crescimento.

Fonte: Aqui CE



Addthis