ESPORTE: Irreconhecível, Fla é goleado pela Universidad de Chile e depende de 'milagre' na Sul-Americana

Apático como a torcida ainda não havia visto este ano. Desta forma, o Flamengo se apresentou para o confronto contra a Universidad de Chile, nesta quarta-feira, no Engenhão, válido pela partida de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Assistindo ao adversário, que apresentou um belo jogo coletivo, o Rubro-Negro foi goleado por 4 a 0 e precisa de um milagre no jogo de volta, dia 26 de outubro, em Santiago, no Chile, para avançar às quartas de final. Rojas, Lorenzetti e Vargas (2) fizeram os gols.

A partida também marcou a estreia do terceiro uniforme rubro-negro, que historicamente não costuma dar sorte ao clube. Agora, o Flamengo junta os cacos para o importante confronto contra o Santos, domingo, às 18h, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro. O time não contará com Ronaldinho, Thiago Neves e Renato Abreu, suspensos.

Disperso no início do jogo, o Flamengo apenas assistiu ao toque de bola da Universidad de Chile. Antes dos 10 minutos, o time chileno já havia chegado cinco vezes na área rubro-negra. Parecia ser questão de tempo o gol dos visitantes. Aos 12, Lorenzetti pegou a sobra na entrada da área e soltou uma bomba que explodiu na marcação. No rebote, Rojas chutou rasteiro no canto direito. Felipe chegou a tocar na bola, mas ela bateu na trave e foi para o fundo do gol.

Sem saída de bola, o Flamengo não conseguia reagir e era marcado com razoável facilidade pela Universidad de Chile. O primeiro chute a gol veio apenas aos 24 minutos. Airton bateu de fora da área para bela defesa de Herrera. O retrato de um Rubro-Negro desorganizado veio através do próprio Airton dois minutos depois. O volante foi expulso após entrada criminosa em Osvaldo González.

Insatisfeito e observando a apatia do time, Vanderlei Luxemburgo promoveu a primeira alteração aos 33 minutos. Aproveitando lesão de Bottinelli, o treinador colocou Renato Abreu buscando mais força no setor de meio de campo. A alteração não resolveu e o restante da primeira etapa foi marcada por uma superioridade absoluta da La U.

A equipe chilena ainda encontrou tempo para ampliar. Aos 41, Vargas marcou o segundo. Aos 43, o mesmo Vargas entrou na área com total liberdade e tocou na saída do goleiro Felipe. Fim de primeiro tempo e inúmeras vaias no Engenhão.

No segunda tempo, o Flamengo contou com a expulsão de Castro logo no início após choque com Willians. O árbitro interpretou como uma cotovelada proposital do atacante chileno. Aos 17, David cometeu pênalti em Aránguiz. O goleiro Felipe defendeu a cobrança de Rodríguez. Mas aos 27, a La U conseguiu o golpe final. Rodríguez rolou de calcanhar para Lorenzetti, que chutou cruzado no canto esquerdo do goleiro Felipe. Fim de jogo e da pior apresentação rubro-negra na temporada.

Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis