P3 Midia

P3 Midia

Eleições 2018: PT oficializa Haddad como vice de Lula e fecha coligação com PCdoB

O PT oficializou, pouco antes da meia-noite desta segunda-feira 6, Fernando Haddad como vice de Lula. O partido também anunciou uma coligação com o PCdoB. Haddad e Manuela D'Ávila, que abre mão de sua pré-candidatura à Presidência, passarão a realizar agendas pelo País a partir desta semana e devem compor a chapa caso o ex-presidente não possa concorrer. 

Já na madrugada desta segunda-feira 6, em encontro entre dirigentes dos partidos para anunciar o acordo, Haddad afirmou que o PT "está em torno de Lula mais uma vez". "Não é a quinta vez que estamos juntos, porque já estivemos juntos diante das derrotas também", disse. "Com todo constrangimento que sofre, Lula só cresce em sua vontade de governar". "É uma enorme satisfação anunciar, aos 44 do segundo tempo, nosso acordo", disse em referência à aliança com o PCdoB. 

No fim do anúncio formal, a militância passou a gritar os nomes de Lula, Haddad e Manuela. Ex-prefeito de São Paulo, Haddad foi coordenador de programa do PT nos últimos meses e integra formalmente a defesa de Lula. O agora candidato a vice já falava em nome da candidatura do ex-presidente há algumas semanas, como em entrevista que concedeu recentemente a CartaCapital

Gleisi Hoffmann, presidente do partido, criticou a mudança de entendimento do Tribunal Superior Eleitoral de exigir o adiantamento do anúncio do vice para 24 horas após o fim do prazo para as convenções, que se encerrava neste domingo 5. Lula desejava estender a definição até 15 de agosto, limite para os registros de candidatura. 

Haddad é o principal cotado do PT caso Lula não possa concorrer. O partido vai insistir no registro de sua candidatura, mas se tiver duas negativas, uma no TSE e outra no Supremo Tribunal Federal, a legenda tem até 17 de setembro para trocar seu cabeça de chapa. 

Manuela deve assumir como vice de Haddad caso Lula não possa concorrer. Mais cedo, antes do acordo entre PT e PCdoB ser selado, a então pré-candidata à Presidência chegou a anunciar um vice em sua chapa presidencial, o sindicalista Adilson Araújo, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil. 

Gleisi também anunciou que Haddad passa a fazer a representação de Lula nesse processo "tão logo se estabilize a situação jurídica" do presidente. Ela disse que Haddad e Manuela vão sair pelo Brasil em agendas já a partir desta próxima semana. 

Luciana Santos, presidenta do PCdoB, afirmou que não foi possível fazer uma frente mais ampla, em referência à ausência de Ciro Gomes, do PDT, mas que esta é a frente "possível". 

Fonte: Carta Capital

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis