P3 Midia

P3 Midia

Eleições 2018: Lula lidera com 37% das intenções de voto, aponta pesquisa CNT/MDA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto nas eleições presidenciais de outubro, com 37,3%. A pesquisa foi realizada pelo instituto MDA, encomendada pela CNT (Confederação Nacional de Transportes), e divulgada nesta segunda-feira (20).

Segundo a pesquisa, o ex-presidente é seguido pelo deputado Jair Bolsonaro (PSL), que aparece com 18,8% das intenções de voto. Na sequência vêm a candidata Marina Silva (Rede), com 5,6%, Geraldo Alckmin (PSDB), com 4,9%, e Ciro Gomes (PDT), com 4,1%.

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 estados, entre a última quarta-feira (15) e este sábado (18). A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

Confira a lista completa com os 13 candidatos na pesquisa estimulada:

Lula (PT) - 37,3%

Jair Bolsonaro (PSL) – 18,8%

Marina Silva (Rede) – 5,6%

Geraldo Alckmin (PSDB) – 4,9%

Ciro Gomes (PDT) – 4,1%

Alvaro Dias (Podemos) – 2,7%

Guilherme Boulos (PSOL) – 0,9%

João Amoêdo (Novo) – 0,8%

Henrique Meirelles (MDB) – 0,8%

Cabo Daciolo (Patriota) – 0,4%

Vera (PSTU) – 0,3%

João Goulart Filho (PPL) – 0,1%

José Maria Eymael (DC) – 0%

Branco/Nulo – 14,3%

Indeciso – 8,8%

1º turno: Intenção de voto espontânea

​Lula: 20,7%

Jair Bolsonaro: 15,1%

Geraldo Alckmin: 1,7%

Ciro Gomes: 1,5%

Alvaro Dias: 1,3%

Marina Silva: 1,1%

Outros: 1,4%

Branco/Nulo: 18,1%

Indecisos: 39,0%

• Entre os eleitores de Lula, 82,3% consideram o voto como definitivo e 17,7% consideram que pode mudar.

• Entre os eleitores de Jair Bolsonaro, 70,7% consideram o voto como definitivo e 29,3% consideram que pode mudar.

• Entre os eleitores de Marina Silva, 33,9% consideram o voto como definitivo e 66,1% consideram que pode mudar.

• Entre os eleitores de Geraldo Alckmin, 36,7% consideram o voto como definitivo e 63,3% consideram que pode mudar.

• Entre os eleitores de Ciro Gomes, 37,3% consideram o voto como definitivo e 62,7% consideram que pode mudar.

• Entre os eleitores de Alvaro Dias, 64,8% consideram o voto como definitivo e 35,2% consideram que pode mudar.

• Caso o ex-presidente Lula seja impedido de concorrer a presidente da República, dos 37,3% que afirmam votar nele na pergunta estimulada, 17,3% iriam para Fernando Haddad, 11,9% para Marina Silva, 9,6% para Ciro Gomes, 6,2% para Jair Bolsonaro, 3,7% para Geraldo Alckmin, 0,8% para Guilherme Boulos, 0,7% para Alvaro Dias, 0,7% para Henrique Meirelles, 0,5% para Vera; 0,3% para Cabo Daciolo, 0,3% para João Amoêdo, 0,1% para João Goulart Filho, 31,3% para branco/nulo e 16,6% se declaram indecisos

• 48,2% dos entrevistados consideram que o candidato a vice-presidente da República é muito importante na escolha do candidato a presidente. 23,8% avaliam que tem importância média. O restante considera que o nome do vice-presidente é pouco importante (11,2%) ou não tem qualquer importância (14,0%) na definição do voto.

2º Turno: Intenção de voto estimulada

CENÁRIO 1: Lula 49,4%, Ciro Gomes 18,5%, Branco/Nulo: 27,2%, Indecisos: 4,9%.

CENÁRIO 2: Lula 49,5%, Geraldo Alckmin 20,4%, Branco/Nulo: 25,2%, Indecisos: 4,9%.

CENÁRIO 3: Lula 50,1%, Jair Bolsonaro 26,4%, Branco/Nulo: 19,1%, Indecisos: 4,4%.

CENÁRIO 4: Lula 49,8%, Marina Silva 18,8%, Branco/Nulo: 26,7%, Indecisos: 4,7%.

CENÁRIO 5: Jair Bolsonaro 29,4%, Ciro Gomes 28,2%, Branco/Nulo: 32,7%, Indecisos: 9,7%.

CENÁRIO 6: Jair Bolsonaro 29,4%, Geraldo Alckmin 26,4%, Branco/Nulo: 35,0%, Indecisos: 9,2%.

CENÁRIO 7: Jair Bolsonaro 29,3%, Marina Silva 29,1%, Branco/Nulo: 33,3%, Indecisos: 8,3%.

CENÁRIO 8: Ciro Gomes 26,1%, Marina Silva 25,2%, Branco/Nulo: 40,0%, Indecisos: 8,7%.

CENÁRIO 9: Marina Silva 26,7%, Geraldo Alckmin 23,9%, Branco/Nulo: 40,8%, Indecisos: 8,6%.

CENÁRIO 10: Ciro Gomes 25,3%, Geraldo Alckmin 22,0%, Branco/Nulo: 42,6%, Indecisos: 10,1%.

Limite de voto – Presidência da República

Alvaro Dias: é o único em quem votaria 1,6%; é um candidato em quem poderia votar 11,5%; não votaria nele de jeito nenhum 27,9%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 55,2%.

Ciro Gomes: é o único em quem votaria 2,3%; é um candidato em quem poderia votar 37,6%; não votaria nele de jeito nenhum 44,1%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 11,6%.

Geraldo Alckmin: é o único em quem votaria 2,3%; é um candidato em quem poderia votar 33,6%; não votaria nele de jeito nenhum 52,5%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 6,9%.

Henrique Meirelles: é o único em quem votaria 0,3%; é um candidato em quem poderia votar 8,5%; não votaria nele de jeito nenhum 46,8%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 40,5%.

Jair Bolsonaro: é o único em quem votaria 13,7%; é um candidato em quem poderia votar 21,6%; não votaria nele de jeito nenhum 53,7%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 7,4%.

Lula: é o único em quem votaria 31,4%; é um candidato em quem poderia votar 24,2%; não votaria nele de jeito nenhum 41,9%; não o conhece/não sabe quem é/ nunca ouviu falar 0,6%.

Marina Silva: é a única em quem votaria 2,8%; é uma candidata em quem poderia votar 38,0%; não votaria nela de jeito nenhum 52,7%; não a conhece/não sabe(m) quem é/ nunca ouviu falar 2,6%.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis