P3 Midia

P3 Midia

Velocidade máxima em Juazeiro é de 50 km/h

A Terra do Padre Cícero tem a segunda maior frota de veículos do Ceará, com 119.079 unidades, ficando atrás somente de Fortaleza. Isso representa que um a cada 2,2 habitantes possui um meio de transporte particular, num território 97% urbanizado, que cresceu desordenadamente. O número de pessoas na cidade chega a triplicar na época de romarias e muitos ônibus ocupam o Município. Por isso, nos últimos dois anos, o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) adotou uma série de medidas para melhorar a mobilidade urbana e garantir mais segurança. Uma delas, foi a generalização do limite máximo de 50 km/h na cidade - a primeira do Interior.

Depois de efetivada, houve uma redução de 28 acidentes graves, em 2016, para 17, em 2017. A instalação inicial de três fotossensores, começou em maio do ano passado. A medida foi ampliada e, atualmente, as principais avenidas possuem o equipamento que notifica os motoristas que ultrapassam essa velocidade. No bairro Aeroporto, a sinalização reduz ainda mais, chegando a 40km/h.

Segundo o diretor do Demutran, Pedro Cipriano, já neste primeiro semestre de 2018 houve uma redução de 33% de acidentes em relação a igual período do ano passado. Para ele, os números mostram que esta medida foi importante, principalmente, para a segurança do pedestre.

"O pedestre está em primeiro lugar. Estamos fazendo licitação para colocar semáforos de pedestre em quatro locais. Vamos ver onde tem mais fluxo de pessoas e veículos para dar segurança".

O Demutran possui 90 agentes e 34 pessoas trabalhando na parte administrativa. Deste número, dez trabalham nas ações educativas em escolas, empresas ou nas vias, entregando material didático. Dentro do órgão, também há um setor de engenharia com cinco profissionais responsáveis por planejar o trabalho de sinalização. Este grupo é responsável por realizar um estudo nas ruas e avenidas para viabilizar o trabalho, que normalmente, evidencia os locais com maior fluxo de veículos e acidentes.

A partir disso, foram colocados, no último mês, fotossensores e câmeras nos cruzamentos das avenidas Padre Cícero e Carlos Cruz, e na Rua Rui Barbosa com Avenida Humberto Bezerra. Nesta última, toda sinalização horizontal e vertical foi melhorada. "Nós temos que sinalizar para a população ter consciência que Juazeiro é uma cidade grande e que os condutores e pedestres precisam respeitar", pede o diretor do Demutran. Também foi criado o projeto "Esquina Limpa", que pintará de amarelo todas as equinas para dar melhor visibilidades aos motoristas e garantir segurança ao pedestre que atravessa a rua.

Além disso, foi efetivada, desde o mês de abril, a regularização dos ciclomotores, as populares "cinquentinhas", que possuem até 50 cilindradas. Elas deverão ser registradas, sendo emplacadas como os demais veículos motorizados e exigindo habilitação de seus condutores. Para pilotá-las é necessário possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A ou Autorização para Condução de Ciclomotor (ACC). Por isso, a fiscalização foi intensificada e, na primeira semana, mais de 90 foram retidas.

Emplacamento
"Estamos fazendo blitz, tirando de circulação os veículos sem condições, que são precários e as 'cinquentinhas', que são as mais usadas nas praticas de assalto e furto. Além disso, muitas pessoas andam na contramão, não obedecem a sinalização. Muitos (moradores) acham errado, mas os que podem devem ir no Detran emplacar", diz Cipriano.

Para o motorista Samuel Barbosa que, diariamente, trabalha fazendo a linha entre Crato e Juazeiro do Norte, as medidas melhoraram o tráfego e trouxeram melhor segurança, principalmente, no Centro da cidade. "O pessoal é muito imprudente, principalmente, motoqueiro. Eles entram sem dar sinal, em alta velocidade".

Segundo Pedro Cipriano, mesmo com trabalho constante de fiscalização, ainda é comum se flagrar muitas infrações, principalmente, veículos irregulares, motoristas sem habilitação ou com carteira vencida e estacionando em local proibido. Há, aproximadamente 8 mil veículos sem o licenciamento no Município. Para diminuir este número, o órgão lançou um programa no mês de maio para dar 60% de descontos no pagamento de multas aplicadas pelo órgão até dezembro de 2017. A campanha vai durar até agosto, mas pode ser prorrogado por mais 90 dias.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis