Campanha contra febre aftosa foi prorrogada até 15 de junho

O Ministério Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) prorrogou a campanha de vacinação contra aftosa. O prazo, que se encerraria neste 2 de junho foi estendido para até o próximo dia 15. A medida vale para todo o Brasil, com exceção dos estados do Amapá e Santa Catarina.

A prorrogação foi motivada pela greve dos caminhoneiros que prejudicou a distribuição de vacina para os revendedores, assim como provocou a falta de combustíveis nos postos de abastecimento, fazendo com que os índices de cobertura vacinal não tivessem atingidos os índices esperados.

O Ceará, no entanto, apresentou incremento no percentual de vacinação, em relação à campanha do ano passado. Até o dia 30 de maio (considerado o 19º dia útil de campanha), já haviam sido vacinados 1.250.478 animais – 49,44% do rebanho de 2.529.485. Nesse mesmo período, no ano passado, o percentual era de 38,73 do rebanho de então, que era de 2.507.916. Acréscimo de 10,71 pontos percentuais. Em termos absolutos, o acréscimo foi de 28,7%. O número de propriedades registradas no sistema de vacinação alcançou 53.605, correspondendo a 44,4% do total de 120.719 existentes. No ano passado, o percentual foi 34,5%.

A meta é atingir mais de 90% de vacinação do rebanho bovino e bubalino, e alcançar acima de 80% de propriedades. Os números finais devem ser contabilizados no final de junho, pois os produtores, depois de aplicar a vacina, têm até 15 dias para registrar a declaração de vacinação que pode ser feita nos postos da Adagri ou Ematerce e ainda nas prefeituras conveniadas.

Assessoria de Imprensa/Adagri

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis