P3 Midia

P3 Midia

Dono de posto é preso em Crato ao não ter estabelecimento reabastecido

Depois de ser bloqueado na última quinta-feira (24), a Polícia Federal junto com a Polícia Militar, conseguiu a liberação de quatro caminhões tanque de combustível da Base de Distribuição da Petrobras deste município, no bairro Muriti, na tarde deste sábado (26). Após negociação, houve um princípio de confusão com os donos de alguns postos. Um proprietário foi detido. Os veículos deixaram o local às 18 horas escoltados por viaturas.

A movimentação na Base de Distribuição de Crato começou por volta das 16 horas, com a chegada de alguns proprietários de postos de gasolina, buscando um acordo. Eles alegam que os quatro tanques liberados só irão abastecer “grandes postos” e que já haviam comprado alguns destes lotes. A Polícia Militar mediou nas negociações. O empresário Carlos Henrique Torquato, proprietário da FP Petróleo, foi detido por desacato e conduzido até a sede da Polícia Federal em Juazeiro do Norte, mas já foi liberado. Ele ficou revoltado porque seus postos não foram abastecidos.

Segundo a Polícia Militar, os quatro caminhões serão utilizados para garantir combustíveis em postos que abastecem veículos que realizam serviços essenciais, como ambulâncias e viaturas. Ainda na noite deste sábado, alguns com a bandeira ‘BR’ já começaram a receber a gasolina.

O abastecimento na região ficou comprometido desde a última quarta-feira, quando dois caminhões foram colocados em frente ao portão da Base de Distribuição de Crato, responsável ela entrada e saída de veículos responsáveis pela distribuição nos municípios do Cariri e estados vizinhos, como Paraíba, Pernambuco e Piauí.

Neste sábado, a situação se agravou em Juazeiro do Norte e Crato. Pela manhã, oito postos tiveram seu combustível esgotados na Terra do Padre Cícero. Com a alta procura, muitos formaram filas de veículos que ultrapassava quarteirões. No Crato, a maioria estão fechados. Segundo os proprietários, o estoque deve durar até amanhã.

Importância
A base da Petrobras foi instalada no Crato, justamente, pelo Município ser praticamente equidistante de diversas capitais como Fortaleza, Recife, Teresina, Natal, Maceió e João Pessoa e estar em uma região central no interior do Nordeste. Antes disso, o equipamento contava com o apoio do transporte ferroviário, próximo ao local, que foi encerrado no início deste século.

Ônibus
A Viametro informou na tarde de ontem (25) que sua frota de ônibus foi diminuída pela metade pela falta de diesel. A empresa adotou o racionamento para evitar de circular, mas já antecipou que só tem autonomia de combustível até este domingo (27). Por outro lado, a assessoria informou que a situação estará normalizada na próxima segunda (28). Ela atua no transporte municipal e intermunicipal entre Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Missão Velha. Cerca de 42 mil pessoas utilizam o serviço diariamente nestas quatro cidades.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis