P3 Midia

P3 Midia

Após defender Lula no ar, apresentador é demitido do SBT

Contratado em novembro pela TV Iguaçu, afiliada do SBT em Curitiba, Rogério Forcolen foi demitido na última quinta (12). Após discutir com o diretor de jornalismo e programação, Mauro Lissoni, por discordar do tom da cobertura da prisão do ex-presidente Lula, Forcolen foi suspenso por três dias, e, ao retornar, acabou desligado. A TV Iguaçu é a cabeça da Rede Massa, de Carlos Massa, o Ratinho. Lissoni nega o desentendimento.

Rogério Forcolen apresentava o Tribuna da Massa Manhã. Ele ocupou o lugar de Eleandro Passaia, promovido para a edição do meio-dia do noticiário. Sua última aparição na emissora foi na edição de sexta-feira (6), véspera da prisão de Luiz Inácio Lula da Silva.

Incomodado com a linha editorial adotada pela TV Iguaçu, de defesa da prisão, Forcolen se recusou a apresentar o bloco do Tribuna da Massa exclusivo para as redes sociais, minutos antes da exibição na emissora.

Na TV, Forcolen estava visivelmente contrariado e apático. Não comentou nenhuma reportagem a respeito do ex-presidente, ao contrário do que costumava fazer no noticiário. No término da edição, se despediu com um "até segunda".

Ele, porém, não voltou ao ar. Foi substituído por João Gimenes, repórter do programa. Após o encerramento do jornal do dia 6, protagonizou um bate-boca com Mauro Lissoni. Teria dito ao chefe que não concordava com a condenação que a emissora estava fazendo. Os ânimos se exaltaram, e Forcolen foi suspenso.

Ao retornar ao trabalho, na quinta (12), foi comunicado de que seu contrato de um ano seria rescindido com pouco mais de quatro meses cumpridos.

Além da briga com Lissoni, pesaram contra o apresentador a queda na audiência (o programa não passava dos três pontos e não era competitivo diante da afiliada da Record) e a queda do faturamento do noticiário: parte dos anunciantes migraram com Passaia para o meio-dia.

Não foi a primeira vez que Rogério Forcolen se envolveu em confusões com colegas de trabalho. Em agosto de 2012, ele foi suspenso por uma semana do SBT Rio depois de um áudio em que ofendia sua equipe, principalmente Humberto Nascimento, editor-chefe, ter sido veiculado acidentalmente durante o telejornal.

Em março de 2014, Forcolen, então no Balanço Geral da Record Rio, voltou a ser suspenso por protagonizar uma briga com Ricardo Câmara, editor-chefe do telejornal. Ficou uma semana fora do ar, e, ao voltar, foi rebaixado para o Balanço Geral Manhã, onde chegou atrasado e saiu em alta velocidade após o diretor de jornalismo, Givanildo Menezes, o proibir de entrar no ar naquele dia.

Demitido da Record em agosto do mesmo ano, Forcolen foi para a RedeTV!, onde apresentou o RJ Notícias e, em rede nacional, cobriu folgas no RedeTV! News. Ele se envolveu em confusão mais uma vez: em setembro de 2015, foi suspenso durante dez dias do RJ Notícias por discutir com sua equipe. Acabou demitido em janeiro de 2016, após brigar com Franz Vacek, superintendente de jornalismo e esporte.

Depois da passagem pelas três emissoras, Rogério Forcolen negociou, sem sucesso, sua ida para a Band Rio. Acabou virando youtuber durante alguns meses, até voltar para o Rio Grande do Sul, em maio de 2016, para apresentar um telejornal na TV comunitária de Novo Hamburgo, sua cidade natal. 

Em 2017, passou a ser apresentador do TVU Cidade, noticiário da nanica TV Urbana, emissora também gaúcha. Ficou até novembro, quando foi contratado pelo SBT do Paraná, que lhe deu um voto de confiança mesmo com seu histórico de problemas.

Ao Notícias da TV, Mauro Lissoni confirmou a rescisão do contrato de Forcolen, mas negou que tenha brigado com o agora ex-apresentador da Rede Massa.

Lissoni disse que a demissão foi provocada pela falta de identificação de Forcolen não com o novo noticiário matinal que a emissora estreará no fim do mês, seguindo padrão do SBT nacional.

Uma fonte do Notícias da TV, porém, presenciou a briga entre os dois e diz que foi o estopim para que Rogério fosse demitido da emissora.

Fonte: Notícias da TV

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis