P3 Midia

P3 Midia

Lula: "Eles não estão acostumados a julgar um inocente"

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se manifestou, em seu Twitter, na noite desta quarta-feira (24), após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, confirmar sua condenação e aumentar sua pena de nove anos e meio de prisão para 12 anos e um mês.

O petista pediu para que "não fiquem com dó do Lula" nem baixem a cabeça, porque "a hora não é de desistir" e pediu que a população se preocupe com os rumos do país depois da reforma trabalhista e da reforma da Previdência que o presidente Michel Temer tenta aprovar no Congresso Nacional.

"Não quero ninguém preocupado comigo, quero que vocês pensem nos trabalhadores e saibam que tudo tende a piorar quando eles consagrarem a reforma da previdência".

Lula disse que respeita a decisão dos três desembargadores do TRF-4, mas não aceita "a mentira pela qual eles tomaram a decisão". "Quero que eles peçam desculpas pelas mentiras que contam sobre mim. Estou condenado mais uma vez por uma desgraça de apartamento que eu não tenho. Pelo menos me dê a escritura então", completou.

O ex-presidente afirmou, ainda, que não desistiu de um projeto para o país e garantiu que vai disputar com os que o condenaram "a consciência do povo brasileiro". Ele também desafiou o tribunal a apresentar as provas que o incriminam.

"Eles podem cassar meu direito de ser candidato. Eu quero disputar com eles a consciência do povo brasileiro. Se apresentarem meu crime, desisto da candidatura. Mas continuo desafiando eles. Criaram a teoria do domínio de fato. Eles não tão acostumados a julgar um inocente", comentou.

Fonte: Jornal do Brasil

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis