P3 Midia

P3 Midia

Crato e mais 32 cidades do CE estarão recebendo técnicos da SDA

Sede da Sociedade Anônima de Água e
Esgoto do Crato (SAAEC)
Técnicos da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) estão iniciando visita aos 33 Sistemas Autônomos de Água e Esgoto (SAAEs) existentes em cidades do Interior do Ceará. A ação tem por objetivo diagnosticar a realidade atual desses Sistemas no abastecimento à população e contribuir para a definição de políticas publicas específicas para melhoria na gestão dos recursos hídricos e saneamento básico nesses municípios. A ação será desenvolvida por meio do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável - São José III.

Segundo o supervisor de Saneamento do Projeto, Jânio Freitas, tecnólogo em Saneamento Ambiental, o foco principal do estudo é colher dados administrativos, econômicos e operacionais dos SAAEs para o abastecimento rural. Com a disponibilidade das análises, será possível dialogar com o Banco Mundial a disponibilização de recursos financeiros para melhorias na assistência aos consumidores. O estudo será realizado por cinco técnicos especializados e deverá estar concluído até o início de março deste ano.

Todavia, de acordo com o representante da SDA, a princípio a instituição financeira internacional não disponibilizará fundos para os sistemas de abastecimento municipais. Como são autarquias, com arrecadação própria, o gerenciamento correto do serviço pode assegurar a sustentabilidade até o seu aperfeiçoamento, o tratamento da água e a expansão. "O SAAE de Limoeiro do Norte é um exemplo de gestão bem sucedida", apontou Freitas.

Acrescentou o tecnólogo ser preciso constatar qual o principal gargalo para o fornecimento de água aos consumidores, excetuando-se a estiagem prolongada. Além de conscientização, pelo seu uso racional e responsável, sem desperdícios. A política de clientelismo - aplicada por alguns gestores públicos, utilizando esses órgãos inclusive como cabide de empregos, com a contratação de terceirizados - é muitas vezes responsável pelo caixa negativo, consequentemente a falta de recursos para melhorias desses sistemas.

Além do abastecimento, em uma segunda fase, será diagnosticado o grau de saneamento das comunidades assistidas por meio dos SAAEs, administrados pelas prefeituras.

Nesse processo, a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) também participará. A entidade federal é renomada na busca de soluções visando a promoção e proteção à saúde pela implantação de redes e tratamento de esgotos. Além de especialistas e de projetos, a Funasa poderá disponibilizar equipamentos e recursos financeiros.

O interesse da SDA no desenvolvimento ágil e eficiente do estudo levou o titular da Pasta, Dedé Teixeira, a solicitar aos prefeitos dos municípios envolvidos a receberem os técnicos do Projeto São José III e disponibilizar todas as informações necessárias à realização do diagnóstico.

ALEX PIMENTEL
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis