P3 Midia

P3 Midia

Apreensões de armas de fogo pelo BPRaio crescem em mais de 50% no Cariri

O Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) retirou de circulação 150 armas de fogo, ano passado. No mesmo período, em 2016, as apreensões chegaram a 96 armas na Região do Cariri. Além disso, foram encontradas cerca de 900 munições. Em todo Ceará, mais de mil armamentos foram detidos em 2017.

De acordo com o comandante do BPRaio, o Tenente Regis Leite, no começo do ano foi traçado uma meta e sua equipe conseguiu superar esse número em 40%. “Isso é fruto de muita dedicação e empenho por parte da tropa, bem como, se percebe que a população vem acreditando, cada vez mais, no nosso trabalho, fazendo denúncias. A gente sempre averigua e, muitas dessas denúncias, geram apreensão de arma de fogo”, explica o policial.

Com a criação da base em Crato, Tenente Regis acredita que as apreensões devem subir em 30%, em 2018. “Temos um efetivo maior, a tropa está motivada e a população acreditando cada vez mais. Esse conjunto de fatores faz a gente ter uma expectativa ainda maior em 2018”, completa.

Além das apreensões de armas de fogo e outros procedimentos, a equipe do BPRaio recuperou 113 veículos, prendeu 121 pessoas por tráfico de drogas e executou 11 mandados de prisão.

O BPRaio
A equipe do BPRaio são policiais que passam  Curso de Especialização de Policiamento em Motocicleta, de 280 horas/aula. A preparação é voltada para a chamada “Doutrina Raio”, com capacitação em Patrulhamento; Perseguição e Abordagem Policial; Prática de Tiro; Resolução de casos de baixa, média e alta complexidade; entre outros temas.

O policiamento motorizado auxilia na guarda ostensiva, dinamizando o atendimento de ocorrências em relação às viaturas convencionais. Com motos, os policiais adentram por ruas estreitas, conseguem fazer manobras mais ágeis, perseguições e abordagens. Além disso, crimes como o tráfico de drogas, roubos e tentativas de homicídios são comumente praticados em motocicletas.

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis