P3 Midia

P3 Midia

Está devendo? Conheça sites que ajudam a renegociar as dívidas sem estresse

Você tem dívidas atrasadas, está disposto a pagá-las e limpar seu nome na praça. Mas, na hora de negociar, a sua disposição quase sempre esbarra na má vontade do outro lado do balcão. Atendentes mal preparados, de mau humor e com pouca disposição para reduzir o valor da sua dívida e alongar o prazo de pagamento.

Em vez de receber apoio, a pessoa que está passando por um momento difícil em sua vida financeira acaba sofrendo constrangimento. Isso sem falar nas ligações insistentes de empresas de cobrança, a qualquer hora do dia e da noite, quase sempre com propostas que fogem da realidade de quem está devendo.

Atentas a esse problema, algumas companhias se especializaram em oferecer soluções para negociar dívidas pela internet, de forma rápida, simples e, principalmente, sem constrangimentos. Entenda como funciona o serviço e conheça algumas dessas plataformas digitais de negociação que facilitam a relação entre credores e devedores.

Cadastro inicial traz lista de dívidas
Em todos os sites, a pessoa deve fornecer o CPF, alguns dados pessoais e um e-mail ou telefone de contato, além de cadastrar uma senha para futuros acessos ao site. Feito o cadastro inicial, o site fornece uma lista das dívidas que a pessoa tem em seu nome. Essa lista pode variar de um site para outro, porque depende dos acordos comerciais que cada plataforma de negociação tem com bancos e empresas. Por isso, especialistas recomendam que você consulte mais de uma plataforma para localizar todas as dívidas. 

"É comum um banco ou rede de varejo 'fatiar' sua carteira de crédito entre várias empresas de cobrança. Pode acontecer de dois sites terem acordo com o mesmo banco, mas a sua dívida aparecer apenas em um deles", afirma Raphael Salmi, diretor de recuperação de crédito da Serasa Experian.

Negociação pode ser feita pela internet
A ideia das plataformas digitais de negociação de dívidas é que todo o processo ocorra on-line. Mas o grau de interatividade entre credores e devedores depende muito do acordo comercial e da estrutura tecnológica existente entre a plataforma e as empresas parceiras.

Em grande parte dos casos, ao ser informado sobre uma determinada dívida, você é direcionado a uma página da própria plataforma com propostas de renegociação pré-definidas. Caso você aceite alguma delas, o site gera um boleto para o pagamento da primeira parcela do acordo.

O processo é todo automatizado, sem necessidade de você conversar com um atendente por chat ou telefone. Mas se você considerar que a proposta ainda não é adequada, pode deixar um e-mail ou telefone para voltar a negociar em outro momento e tentar fechar um acordo melhor.

Alguns bancos mantêm suas próprias estruturas de negociação. Nesse caso, a plataforma irá redirecionar você para a estrutura do banco, onde normalmente um atendente irá oferecer as propostas por meio de um chat ou enviá-las para o seu e-mail. Há um grau maior de interação e é possível fazer contrapropostas na hora.

E há empresas que são parceiras das plataformas digitais, mas não dispõem de estrutura online. Nesse caso, você pode manifestar o interesse em negociar a dívida e escolher o canal para que a empresa entre em contato, como e-mail ou telefone, indicando o melhor dia e horário para conversar.

Valor de dívida antiga pode ser reduzido em até 80%
Se a dívida já se arrasta há anos e virou uma bola de neve, não se desespere. Os especialistas que cuidam das plataformas de renegociação afirmam que, dependendo do caso, é possível fazer contrapropostas e obter descontos de até 80% no valor a pagar. "Quanto mais antiga a dívida, maior é o desconto. Na média, a redução fica em torno dos 50% para dívidas acima de um ano", diz Raphael Selmi, da Serasa Experian.

Serviço é gratuito e seguro
O serviço prestado pelas plataformas de negociação é gratuito para quem está devendo. Elas são remuneradas pela empresa credora, que paga uma comissão por cada dívida renegociada. As negociações ocorrem em um ambiente protegido na internet, o que garante o sigilo dos dados do devedor. Mesmo que a pessoa não tenha internet em casa, ela pode acessar a plataforma do computador do trabalho ou de um amigo com segurança para negociar.

Conheça plataformas digitais para negociar dívidas:

Limpa Nome
Foi desenvolvida pela Serasa Experian, empresa que possui uma das maiores bases de informações do país sobre a situação de crédito de consumidores e empresas. Por meio da plataforma é possível negociar dívidas com mais de 200 empresas e bancos de todo o país. Boa parte das negociações é feita online ou por meio das estruturas próprias dos bancos. "Como somos um 'bureau' (central de informações) de crédito, a pessoa vai encontrar aqui a relação de todas as dívidas que ela possui, mesmo que a empresa credora não seja parceira do Limpa Nome", afirma Raphael Salmi, diretor de recuperação de crédito da Serasa Experian.


Consumidor Positivo
É a plataforma de negociação criada pela Boa Vista, que administra o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Assim como a Serasa, a Boa Vista funciona como uma central de informações de crédito. Ou seja, você encontrará lá a relação de todas as suas dívidas. Se a empresa ou banco for parceiro da Boa Vista, haverá na plataforma uma proposta de negociação "estática", com condições de pagamento pré-determinadas, independentemente do seu caso. Se você concordar com as condições oferecidas, basta pagar o boleto disponível no sistema para fechar o acordo. Mas se você preferir negociar, a plataforma informa os dados de contato da empresa ou banco credor.


Kitado
Fundado em 2014, o Kitado já fechou mais de 550 mil acordos, ajudando a recuperar cerca de R$ 330 milhões em dívidas atrasadas. A empresa apostou na tecnologia, usando e-mails personalizados para avisar os clientes sobre suas dívidas. "Optamos por mensagens direcionadas e transparentes, sem o tom agressivo e invasivo utilizado por algumas empresas de cobrança", afirma Paulo De Tarso, um dos criadores da plataforma. A lista de parceiros inclui os cartões Credicard, Hipercard, Tricard e FortBrasil; os bancos Itaú Unibanco, Santander, Pan e Tribanco; as financeiras BV, Omni, Portocred e Sicredi; e a rede varejista Magazine Luiza.

Onde encontrar: www.kitado.com.br

Quero Quitar!
O Quero Quitar! promete ajudar a renegociar dívidas em apenas 10 minutos, conseguindo acordos com desconto de até 80% do valor devido. Dependendo do credor e do tamanho da dívida, é possível parcelar a conta em até 36 vezes. Entre os parceiros da plataforma estão os bancos Santander, Sofisa e Tribanco, a construtora MRV, a Porto Seguro e o colégio paulistano São Luís. Caso a empresa para a qual você está devendo não seja parceira da plataforma, é possível cadastrar uma proposta no site para que o Quero Quitar entre em contato com o credor.

Onde encontrar: www.queroquitar.com.br

Acordo Certo
O Acordo Certo faz a ponte entre credores e devedores. A plataforma oferece opções online para quitar as dívidas e limpar o nome rapidamente. Entre os parceiros do site estão o banco Santander, o cartão Tricard, as operadoras NET, Claro e Embratel, e a empresa de monitoramento de veículos Carsystem.

Onde encontrar: www.acordocerto.com.br

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis