P3 Midia

P3 Midia

Barbalha será palco do I Encontro de Culturas, Artes e Saberes dos Sertões

Dando segmento a sua proposta de favorecer um diálogo e uma aproximação entre oralidade e discurso acadêmico, saberes e ciências sociais, artes da tradição e vanguarda, regional e universal, a Escola de Saberes de Barbalha – ESBA realiza mais uma atividade. Desta vez, será o I Encontro de Culturas, Artes e Saberes dos Sertões, que começa nesta terça-feira (12/09) e prossegue até sábado (16/09).

No evento, o sertão será mostrado como espaço onde se deu o encontro/desencontro de mundos; nações, povos e culturas que se enfrentaram e se fundiram. Os africanos e ameríndios, os senhores colonizadores católicos portugueses e ainda os aventureiros chegados de toda a Europa (cristãos, cristãos novos, judeus, calvinistas, moçárabes, mouros, ciganos) que fizeram a alquimia étnico cultural formadora da chamada brasilidade. 

Durante cinco dias serão intensas as trocas de informações, mostrando a verdadeira interdisciplinaridade das culturas sertanejas – teatro, música, cordel, xilogravura, fotografia, artesanato e cinema – tudo apresentado em forma de espetáculos, exposições, oficinas e palestras, numa interação perfeita entre a academia e os artistas populares, mostrando o verdadeiro hibridismo entre o popular e o erudito. 

“O sertão atravessa os séculos, as raças, as nações, os regimes e as ideologias; funde culturas e nacionalidades, reinventa o arcaico em contemporâneo, porque só sabe fertilizar-se e constrói-se no presente, projetando-se sempre para o futuro. O homem do sertão brasileiro, quando mergulha no abismo do ser, emerge como homem novo e reinventa-se em um novo projeto de universalidade", lembra a professora Juraci Maia Cavalcante, do Departamento de Intercâmbio, Cooperação, Promoção e Pesquisa da ESBA.

Faz parte ainda do escopo do trabalho mostrar como a "cultura do sertão nordestino" resulta assim das principais vertentes das culturas ocidentais/orientais aqui chegadas, que vieram se mesclar e sincretizar com a rica diversidade das culturas indígenas e afro-brasileiras postas em contato e confronto.

“É por isso que a maioria das mudanças mais profundas, radicais e ousadas das artes brasileiras andaram bebendo nos inesgotáveis poços das culturas dos sertões, apesar das secas. Os acervos das culturas, das artes e das literaturas dos sertões são multiculturais, multirraciais e transacionais, são heranças que se constroem em direção ao futuro”, fala Rosemberg Cariry, presidente da ESBA, ao explicar a grandeza do evento.

Estão sendo oferecidas 120 vagas. Os interessados em participar podem fazer as inscrições gratuitamente pelo site ou pela página da Escola de Saberes gratuitamente: www.facebook.com/escoladesaberesdebarbalha

Serviço:
I Encontro de Artes e Saberes do Sertão
Local: Escola de Saberes de Barbalha – ESBA
Período: 12 a 16 de setembro de 2017

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis