P3 Midia

P3 Midia

Depois de sete meses, Metrô do Cariri voltou a operar

Após quase sete meses de inatividade, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) do Cariri, o Metrô do Cariri, voltou a operar ontem. A operação havia sido suspensa em novembro passado para viabilizar a continuidade das obras da Avenida do Contorno, projeto executado pela Secretaria das Cidades. Voltaram a funcionar os dois trens, operando de 6h às 19h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados de 6h às 14h, interligando as cidades de Crato e Juazeiro do Norte. Ao todo, são nove estações. A tarifa permanece inalterada: R$1 (inteira) e R$0,50 (meia).

De acordo com a Companhia Cearense de Transportes Metropolitano, empresa que administra o VLT, durante a pausa na operação, foram realizadas algumas intervenções. "Entre elas, a instalação de duas novas passagens de nível, que foram necessárias para abrir o fluxo de veículos na Rua das Flores e Rua São Pedro, em Juazeiro. Também foram realizadas reformas em trechos da via férrea afetados pelas obras dos viadutos, uma obra de drenagem e a construção de um muro de contenção entre as estações Escola e São José".

A Companhia optou por suspender a circulação do VTL durante a construção de dois viadutos que cortam os trilhos do Metrô do Cariri. O prazo dado para retomada da operação foi de 60 dias, no entanto, o período de chuvas fortes na região ocasionou atrasos e a necessidade de recuperação de algumas estruturas de drenagem e na própria via férrea", justificou a empresa.

Os dois trens do VLT do Cariri voltam a circular com nova roupagem, levando arte às ruas da região. Por meio do projeto Wholetrain, liderado pelos irmãos Gustavo e Otávio Pandolfo (OSGEMEOS) e também pelo grafiteiro paulista ISE, uma equipe de artistas grafitou os trens que fazem a operação comercial do sistema. Segundo a empresa que gere o modal, o trabalho busca valorizar a cultura local.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis