P3 Midia

P3 Midia

A fortuna que esse cearense acumulou ao parar de fumar vai surpreender você

Só quem conseguiu ou tentou parar de fumar compreende as dificuldades de largar de uma vez por todas esse vício. Além dos seus já conhecidos riscos à saúde, o tabagismo provoca um rombo tão grande nas finanças do dependente que, em longo prazo, a quantia investida em carteiras de cigarro alcança facilmente a cifra dos milhares de reais.

Para que o cearense Nilo Veloso tomasse a iniciativa de botar um ponto-final em mais de 34 anos de dependência, foi necessário que um mal súbito acontecesse enquanto ele estava no trânsito. “Fiquei tonto, tudo ficou escuro, precisei parar o carro por causa da vista embaçada, joguei o cigarro fora e pedi ajuda a Nossa Senhora”, disse ele, em entrevista à Vix.

A promessa que rendeu uma fortuna
Nenhum tratamento contra o tabagismo — como o uso de medicamentos ou adesivos de nicotina — foi tão eficaz quanto aquele princípio de infarto, em julho de 2005. Depois do susto, Nilo nunca mais acendeu um cigarro novamente, e todo o dinheiro que seria gasto na manutenção do seu vício passou a ser depositado dentro de um pote, que só é aberto uma vez ao ano.

Doze anos se passaram desde que o aposentado fez essa promessa e, até hoje, não houve um dia em que uma moeda não fosse colocada no cofrinho. Segundo seus cálculos, foram economizados, em média, R$ 5,8 mil todos os anos, quantia que o permitiu viajar cinco vezes com a esposa — duas para o Sul do Brasil e três para outros países —, além de reformar a casa, adquirir eletrodomésticos novos e comprar uma sofisticada bicicleta de carbono, com a qual ele pedala frequentemente.

Mudança de hábitos
Além da economia considerável gerada pela sua decisão, Veloso relata ter conseguido substituir a dependência do cigarro por práticas esportivas que só colaboram com a sua qualidade de vida. Ele pedala, no mínimo, 28 quilômetros 3 vezes por semana. “Meu cabelo melhorou, minha pele agora é limpa. Até o gosto da água ficou diferente”, acrescenta.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis