P3 Midia

P3 Midia

7 causas médicas do cansaço crônico

Às vezes, todos queremos nos fechar como uma concha, não falar com ninguém e não fazer nada, já que não nos restam mais forças. Se você estiver sentindo isso por muito tempo, talvez deva consultar um médico, pois pode ser o sinal de alguma doença.

Fizemos uma lista de doenças entre cujos sintomas está a fadiga crônica. Leia o artigo e se cuide!

Deficiência de ferro
Em caso de deficiência de ferro (anemia), há a redução de produção de hemoglobina e as células não recebem oxigênio suficiente, causando a fadiga crônica.

Outros sintomas:
  • Vontade de comer algo estranho (normalmente, gelo, às vezes, terra, amido)
  • Sempre mãos ou pés frios
  • Peso no peito, falta de ar
  • Pele pálida, unhas quebradiças
  • Língua dolorida, inchada ou inflamada
Nos estágios iniciais você pode corrigir a situação, aumentando a quantidade de alimentos que contêm ferro em sua dieta alimentar. Os campeões de ferro são os frutos do mar, as carnes, as vísceras de animais e os legumes (veja outros alimentos aqui).

Deficiência de vitamina В12
A fadiga é apenas um dos sinais da falta de vitamina B12. Este elemento só existe em produtos de origem animal, por conseguinte, os vegetarianos estão na zona de risco.

Outros sintomas:
  • Mau humor, vontade de chorar, ansiedade
  • Visão turva e obscura
  • Pele pálida ou amarelada, língua plana
  • Dormência e formigamento das extremidades
Se houver deficiência de vitamina B12, mudanças na dieta só ajudam quando realmente faltava carne na sua alimentação (por exemplo, estava fazendo dieta). Em outros casos, é necessário tomar uma vitamina análoga sintética, cuja dose certa seu médico irá prescrever.

Problemas com a tireoide
Um dos problemas causados pela tiroide (hipotiroidismo) é caracterizado por uma deficiência na produção de hormônios pelo órgão e fadiga.

Outros sintomas:
  • Pálpebras e rosto inchados, menos frequentemente pés inchados
  • Hipersensibilidade ao frio
  • Dor e desconforto nos músculos e nas articulações
  • Voz rouca
  • Pele seca, ganho de peso e perda de cabelo
A doença é corrigida com hormônios sintéticos descritos por seu médico

Doença no intestino
Em caso de disfunção intestinal, a quantidade de bactérias nocivas aumenta consideravelmente. Quando morrem, estes microrganismos liberam uma toxina que afeta o sistema nervoso, causando fadiga.

Outros sintomas:
  • Produção excessiva de gases, dor de estômago
  • Sabor desagradável na boca
  • Placa branca sobre a língua
  • Náusea
O tratamento depende do tipo de doença intestinal (pode ser disbiose, síndrome do intestino irritável) que desajustou o funcionamento normal do órgão.

A fadiga de adrenalina
A fadiga por adrenalina significa excesso desta substância no sangue. Este hormônio é produzido em situações estressantes e em pequenas doses é saudável, mas em grandes doses provoca a sensação de mal-estar (dores no corpo).

Outros sintomas:
  • Pressão arterial baixa
  • Corpo cortado
  • Perda de peso inexplicável
  • Perda de cabelo, escurecimento da pele
É impossível evitar picos de adrenalina na vida real. No entanto, para combater o estresse causado por situações desagradáveis, ​​será útil dormir bem, ter uma dieta equilibrada, fazer passeios ao ar livre e praticar exercício.

Doenças do fígado
As doenças hepáticas mais comuns, que são acompanhadas por fadiga, são a hepatite A e B. A falta de energia também está presente em caso de perturbações e inflamação dos condutores da vesícula biliar e cirrose hepática.

Outros sintomas:
  • Dor debaixo das costelas do lado direito
  • Pele amarelada
  • Febre
  • Náuseas, falta de apetite
Neste caso, é impossível tratar a doença sem receita médica e, às vezes, sem intervenção cirúrgica.

Desidratação crônica
A desidratação crônica não é tão evidente se não for aguda, portanto, muitas vezes não lhe é dada a devida importância. A constante falta de água provoca muitos problemas, incluindo a fadiga crônica.

Outros sintomas:
  • O constante desejo de comer algo doce
  • Dificuldade em adormecer, sono leve
  • Tonturas, dores de cabeça
  • Boca seca, odor desagradável
Para descobrir se seu corpo não tem água, belisque a pele com os dois dedos na externa área do pulso, numa área de meio e centímetro e solte. A pele deve ficar completamente lisa e voltar ao normal dentro de 1-2 segundos.

A desidratação crônica é corrigida com o aumento da quantidade de líquido na dieta (de 1,5 lt a 2,5 lt, dependendo do peso).

Se a fadiga e os outros sintomas não desaparecem dentre de algumas semanas, não perca tempo e vá rapidamente ao médico, porque o sucesso da luta contra qualquer doença depende de quão rápido você começou a tratá-la.

Fonte: Incrível

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis