P3 Midia

P3 Midia

Cearense tira mil na redação do Enem pela 2ª vez e dá recado

O estudante cearense Carlos Felipe Bezerra Barros, 19, comemora de novo um resultado de destaque: este é o segundo ano consecutivo em que ele alcança a nota máxima na redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). "A princípio, não acreditei. Fiquei entrando e saindo diversas vezes da página do participante", diz ele.

Apenas 77 candidatos conseguiram a nota mil na redação do Enem 2016. Na edição 2015 do exame, 104 inscritos alcançaram a nota máxima.

Com a nota que obteve no Enem 2015, Carlos chegou a ser aprovado em cursos de engenharia. Mesmo assim, ele optou por fazer o exame mais uma vez, em busca de uma vaga nos cursos que ele "realmente almeja": medicina ou direito. "Eu ficaria feliz estando em qualquer um dos dois cursos", afirma.

Treinar, treinar, treinar
Para Carlos, quem procura conquistar uma boa nota na redação do Enem deve, antes de tudo, saber que o treino é fundamental. "Redação é como todas as outras matérias: tem que treinar", diz.

Aluno do Sistema Ari de Sá, Carlos treinava em casa e no cursinho diferentes temas de redação. "Além de fazer no mínimo de uma a duas redações por semana, eu ia diversificando os temas. Se em uma semana eu buscava um tema de eixo social, em outra procurava temas sobre meio ambiente, sobre política ou até sobre algo científico", explica o jovem.

Além disso, ele conta que estava sempre atento aos noticiários e procurava encontrar referências históricas e filosóficas que se encaixassem aos temas que treinou no decorrer do ano.

"A busca por referências é o diferencial. Ao longo do ano, eu anotava citações e obras para tentar encaixar em variados temas. Nas duas redações [em que tirou nota mil] eu incluí citações de filosofia, por exemplo", destaca.

Ele ressalta, no entanto, que é preciso ter cuidado para não cair em uma armadilha: "tem que ter uma escrita clara, concisa. Nada de querer enfeitar demais, deixar a escrita muito erudita, porque isso acaba prejudicando o texto".

Esse equilíbrio, segundo ele, deve ser mantido também na organização da estrutura do texto. "Tem que saber encaixar todas as estruturas: a introdução, a temática, o desenvolvimento, a problematização. Sempre puxando os argumentos e buscando solucionar de maneira clara, simples".

Para Carlos, todos esses detalhes, somados, foram determinantes para que ele chegasse à nota mil na redação pela segunda vez.

"Assim, quando chega no fim do ano, na hora de fazer a prova, mesmo sem saber o tema, acaba sendo mais fácil, porque você já tem as palavras, conhece o modo de fazer e a estrutura", explica.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis