Banner P3 728x90

Banner P3 728x90

"Brasil é o país da América Latina mais espionado pelos EUA", diz criador do WikiLeaks

Edward Snowden revelou em 2013 que os Estados Unidos contavam com ferramentas para vigiar cidadãos do mundo inteiro, inclusive no Brasil. As ações de vigilância do governo norte-americano afetavam órgãos e empresas brasileiras. Agora, outro homem considerado inimigo dos Estados Unidos – ou, pelo menos, do governo norte-americano – jogou ainda mais gasolina nessa polêmica.

De acordo com Julian Assange, criador do WikiLeaks, em entrevista ao site Nocaute, o Brasil é o país da América Latina mais espionado pelos EUA. “Por que o Brasil? Porque o Brasil tem uma economia maior (do que Cuba e Venezuela)”, afirma ao explicar por que a vigilância não é maior em países que têm políticas mais opositoras aos Estados Unidos.

“O Brasil é simplesmente mais importante economicamente.” Questionado pela reportagem se o pré-sal teria alguma influência nisso, Assange apenas diz que “esse é um dos fatores da economia”.

Vale lembrar que após Snowden revelar que os EUA vigiavam o Brasil, a então presidente, Dilma Rousseff, convocou uma reunião de emergência com ministros para tratar sobre a denúncia de que até ela mesma teria entrado na mira dos programas de espionagem.

Segundo os documentos vazados pelo ex-analista da NSA, os Estados Unidos espionavam Dilma para “melhorar a compreensão dos métodos de comunicação e dos interlocutores da presidente e seus principais assessores”.

Meses depois, a mandatária anunciou a criação de um sistema de segurança para os e-mails usados pelo governo. A plataforma foi batizada de Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados).

Fonte: Olhar Digital

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis