P3 Midia

P3 Midia

Juazeiro do Norte (CE): Mais de dez mil pessoas estão sem transporte

Moradores do bairro São José, um dos mais populosos deste município, distante 515Km de Fortaleza, estão sem transporte coletivo há mais de sete meses. Desde que a empresa Auto Viação Metropolitana, a Via Metro, saiu vencedora no processo licitatório que a fez detentora do transporte coletivo em Juazeiro do Norte, moradores reclamam que "os ônibus deixaram de circular no local".

"A empresa se comprometeu a gradativamente ir recolocando a frota nos bairros antes assistidos pela empresa Lobo o que aconteceu em outros bairros, mas, até o momento, no São José, nada se concretizou", afirmou o estoquista Bruno Gaspar, morador da Rua Anne Carolayne Ramos da Silva. Segundo conta, o que tem ajudado os moradores são as topiques, que circulam de segunda a sábado, sem rota aos domingos.

Dificuldades
"Quem sai do trabalho tarde, para chegar em casa só se for de mototáxi, já que os topiqueiros só rodam até as 19h, no máximo, e aos sábados só até depois do almoço". Auxiliar de Laboratório, Ana Paula Monteiro, crítica a falta de integração dos meios de transporte em Juazeiro e lembra que "a camada menos favorecida é quem fica à margem nessa realidade. Os idosos, crianças e trabalhadores que são os que mais utilizam este tipo de transporte ficam à mercê da sorte, tendo que utilizar os serviços dos topiqueiros, que não têm manutenção na frota, não respeitam as leis de trânsito, e, muitas vezes dirigem alcoolizados".

Falta de posicionamento
O gerente da Via Metro, José Cláudio Oliveira Maia, afirmou que a ausência de ônibus no bairro "deve-se à falta de posicionamento do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran)". Ainda segundo ele, a empresa "aguarda uma definição do órgão" para posteriormente determinar o prazo para colocar a frota no bairro São José.

Nenhum pedido
Em contrapartida, o secretário de Segurança Pública de Juazeiro do Norte e responsável pelo Demutran, coronel Herdez Miranda, rebateu a empresa Via Metro e garantiu não ter recebido nenhum pedido de ampliação da rota. "A Via Metro tem que encaminhar ao Demutran um ofício informando que quer fazer uma inserção na rota. Isso sequer aconteceu", diz.

Ainda conforme Herdez, "quando e se a Via Metro oficializar o pedido, o Demutran analisa e, aprovando, começa um trabalho de fiscalização no bairro". Segundo o secretário, o trâmite por parte do órgão de trânsito não ultrapassa três dias. "É coisa rápida e pode ser resolvido em uma semana, caso a Via Metro encaminhe o ofício", acrescenta. O processo seguinte após a autorização é a notificação dos transportes alternativos. "Quando a empresa entrar no bairro, os topiqueiros param de fazer aquela linha", finalizou.

Mudança
A empresa Via Metro assumiu o transporte coletivo da cidade após uma série de críticas da população à antiga empresa, Viação Lobo, alvo até de greve por parte dos funcionários, por atraso de pagamento e más condições de trabalho. No primeiro trimestre do ano, era comum ver nas ruas da cidade ônibus superlotados, sucateados, descumprindo horários e, muitas vezes, diante de panes mecânicas.

Após pressão popular, a Prefeitura de Juazeiro abriu edital para licitação do transporte coletivo, com concorrência única da Via Metro. Em 15 de março, na assinatura do contrato, o diretor da empresa, André Eskinazi, prometeu uma série de mudanças, dentre as quais o "ingresso de tecnologias, frota nova e recursos humanos bem preparados para atender ao anseio da população o que tem a ver até mesmo com a qualidade de vida".

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis