Banner P3 728x90

Banner P3 728x90

Emplacamento e transferência de veículos no Ceará agora podem ser feitos pela internet

Os proprietários interessados em realizar o primeiro emplacamento (zero km) ou transferência de veículos agora podem efetuar os serviços através da página online do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), mediante utilização da nota fiscal eletrônica de compra. Somente proprietários de veículos registrados em um dos 184 municípios cearenses podem usufruir dos serviços. O endereço para acessá-los é http://central.detran.ce.gov.br/.

Emplacamento
Primeiro, é necessário realizar o preenchimento do número do chassi do veículo, registrado na nota fiscal. Em seguida, na página da Central de Serviços, o usuário deve clicar em “Veículos” e optar por veículo particular ou aluguel.

A etapa seguinte é a escolha da numeração da placa, com letras e números. O próprio sistema apresenta 10 opções de numeração de placa, para ser escolhida apenas uma. Escolher a própria numeração custa R$ 265,98.

Depois, será exibido o número do protocolo de atendimento com os dados do veículo e proprietário. Após a confirmação, deve-se imprimir o número do protocolo de atendimento, a autorização para confecção da placa e tarjeta, o extrato de pagamento das taxas dos serviços do Detran e extrato de pagamento da taxa do seguro DPVAT.

O proprietário deve aguardar que os pagamentos quitados no banco sejam registrados no sistema, e o processo pode ser acompanhado pela página do Detran.

Nos processos finalizados, o proprietário poderá se dirigir a uma unidade do Detran para, presencialmente, concluir a vistoria do automóvel, receber o documento de licenciamento e registro (CRLV e CRV), fixar as placas e selar a placa traseira.

Transferência 
Para proceder, já deve existir a comunicação eletrônica de venda ativa do veículo em cartório, chamado de DUT eletrônico, e não possuir nenhuma solicitação de mudança das características do veículo. O início do procedimento começa com a digitação do número da placa do veículo ou do Renavan. Em seguida, são apresentados os dados do veículo e da comunicação eletrônica de venda.

Ao confirmar, o sistema gera o número do protocolo, os dados do veículo e do novo proprietário. Em seguida, segue a impressão da autorização para confecção da placa ou tarjeta, o extrato de pagamento das taxas do Detran (e de multas, se houver) e o extrato de pagamento do valor da taxa de seguro DPVAT, caso esteja atrasado.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis