P3 Midia

P3 Midia

Caririaçu está entre as cidades do CE com maiores níveis de infestação do mosquito Aedes

A Secretária de Saúde (Sesa) do Estado divulgou, no início deste mês, o boletim atualizado com os números confirmados de dengue em todo o Estado. Apesar de a capital cearense liderar com 17.587, várias cidades interioranas apresentaram índices alarmantes.

De acordo com o Levantamento Rápido de Índice de Infestação para Aedes aegypti (LIRAa) deste ano, realizado pela Sesa , 26 municípios (33,77%) apresentam alto risco de transmissão de dengue, zika e febre chikungunya, 33 (42,86%) em situação de média infestação e 23 (29,87%) com baixo índice de infestação predial (IPP), segundo critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Canindé, no Sertão Central, com o Índice de Infestação Predial (IPP) de 16 pontos, lidera entre as cidades do interior. No Cariri, apenas um município aparece entre os 26. Caririaçu está na 5ª posição, com o IPP 12,6. Das cidades com média infestação de mosquitos, Mauriti, com IPP 2,1, aparece na 17ª posição. Já Grangeiro, há poucos quilômetros de Caririaçu, ainda não teve nenhuma notificação de dengue este ano.

O levantamento aponta também que os principais criadouros identificados encontram-se entre os depósitos ao nível do solo para o armazenamento doméstico de água para consumo humano, que incluem tonel, tambor, barril, tina, depósitos de barro (filtros, moringas, potes), cisternas, caixa-d’água e captação de água em poço/cacimba/cisterna.

Já as cidades de Brejo Santo e Penaforte apresentam a maior quantidade de casos suspeitos e confirmados do Cariri. Enquanto o primeiro município tem 167 casos prováveis e 69 confirmados, Penaforte lidera com 89 casos confirmados de 132 prováveis.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis