P3 Midia

P3 Midia

Mulher pede demissão do emprego para amamentar namorado em casa

A norte-americana Jennifer Mulford, de 36 anos, afirma que abandonou seu emprego para ficar em casa e começar a práticar amamentação com o namorado, o fisiculturista Brad Leeson, também de 36.

"Quando li sobre o laço que a amamentação poderia criar entre duas pessoas, eu senti inveja", explica ela em entrevista ao The Sun. "Eu sempre gostei muito que meus seios fossem tocados durante o sexo, então sabia que iria gostar disso", acrescenta ela.

Como a mulher deu à luz pela última vez há 20 anos, é necessário induzir a lactação. Assim, a cada duas horas, ela estimula a produção de leite com o auxílio de uma bomba e, para completar, o homem suga os seios da namorada. O ritual acontece também durante a noite.

"As noites têm sido uma luta, porque Brad dorme tão tranquilamente, mas conseguimos lidar - ele adormece como um bebê, 'grudado' em mim, o que é bonito", ela admitiu, acrescentando que ainda ingere uma bebida à base de plantas, criada para gestantes, que imita hormônios femininos e aumenta a produção de leite.

A ideia partiu de Jennifer, que fez a sugestão ao namorado após descobrir que ele "sente atração por mulheres com seios grandes da maternidade". "No momento em que eu sabia que era o meu companheiro para a vida, eu e ele queríamos a mesma coisa para o relacionamento: um laço mágico que apenas a amamentação poderia alcançar", conclui ela.

Segundo Jennifer, Brad acredita que o leite materno da namorada irá ajudá-lo a melhorar seu condicionamento físico.

Agora, o casal de Atlanta, nos Estados Unidos, quer ajudar a popularizar o movimento chamado "Adult Breastfeeding Relationship" - um tipo de relacionamento amoroso entre adultos baseado na amamentação.

Atualização: Em nova entrevista, o casal esclareceu que, por enquanto, o corpo de Jennifer não está produzindo leite. Segundo ela, na maioria das vezes que tenta induzir a lactação com a ajuda do namorado, os dois acabam fazendo sexo.

Fonte: Rede TV!

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis