P3 Midia

P3 Midia

IFCE Crato promove Semana do Meio Ambiente

A décima edição da Semana do Meio Ambiente do IFCE campus Crato (SEMEIA) aborda a agricultura familiar. O evento ocorre de 1 a 3 de junho e terá como tema geral “Pensar, Comer, Conservar”. A programação da Semana, que comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), conta com palestras, feira agroecológica e oficinas para os estudantes. Todas as atividades ocorrem pela manhã, de 8h às 11h.

A pedagoga Alaíde Régia Sena faz parte da comissão de organização da SEMEIA. Ela explica que o objetivo é sensibilizar os estudantes para a importância da agricultura familiar, principalmente para a região do Cariri. “O objetivo é chamar atenção para a grande necessidade que a gente tem do aumento da produção de alimentos orgânicos, da agricultura familiar. Tentar sensibilizar ao máximo sobre essa necessidade e aflorar isso nas pessoas, essa urgência em produzir alimentos saudáveis, livres de veneno”.

O professor Marcus Góes, que também integra a comissão de organização, afirma que a temática da já é abordada na maioria das disciplinas oferecidas pelos cursos técnicos em Agropecuária e a graduação em Zootecnia. “A agroecologia é a temática que promove um link entre a questão da preservação do meio ambiente com os métodos tradicionais de produção agropecuária”.

Aluna do terceiro período do curso técnico subsequente em Agropecuária, Damiana Vicente da Silva é agricultora. Ela explica que, com as técnicas de agroecologia que aprende no curso, conseguiu aumentar a produção da família.“Minha iniciativa de fazer o curso foi pelo fato de querer aprender novas técnicas de produção para aplicar na minha propriedade e aumentar minha produção. Tudo aquilo que eu tenho de informações boas, eu tô aplicando e tá dando certo”

Seguindo a agroecologia e com uma produção quase completamente orgânica, a família de Damiana produz uma diversidade de hortaliças e frutas, além de apicultura e pecuária. São esses produtos que estarão na feira da SEMEIA, que ocorre na manhã da quinta-feira (2).

A importância da agricultura familiar é destacada por Damiana. A família produz para a venda e para consumo próprio. “Isso tem melhorado nossa renda e diminuído nossas despesas com alimentação. Nós só compramos realmente aquilo que não produzimos. A agroecologia torna as pessoas independentes, melhora a renda e impulsiona as pessoas a produzirem, investirem na sua propriedade”.

Para Alaíde Régia, há uma urgência em debater as questões ambientais com os estudantes, principalmente aqueles que trabalharão envolvidos com a natureza e a produção de alimentos, como é o caso dos alunos de Agropecuária e Zootecnia. “A grande importância de debater esse tema com os estudantes é a sensibilização que um profissional precisa ter para trabalhar com a natureza. É pensar que uma grande necessidade hoje é a convivência harmônica com o nosso meio, o semiárido. Tendo essa consciência, a gente consegue produzir de modo sustentável”.

PROGRAMAÇÃO

01/06 – de 08 às 11h

Apresentação cultural (Estudantes)

Palestras / Mesa Redonda (Com representantes da Secretaria do Meio Ambiente do Crato, da Associação Cristã de Base (ACB), da Floresta Nacional Araripe/Apodi (FLONA) e do IFCE)

– Mudanças de comportamento social: Impactos no meio ambiente

– Produção e comercialização de produtos orgânicos;

02/06 – 08 às 11h

Relato de caso da Agricultura Familiar: Damiana Vicente da Silva

Feira da Agricultura Familiar e Produção Orgânica:

– Exposição e venda de produtos orgânicos;

– Exposição de banco de sementes e defensivos alternativos;

– Exposição de painéis com o tema produção orgânica e outros assuntos vinculados.

03/06 – 08 às 11h

Palestra de abertura dos trabalhos.

OFICINAS:

– Produção de mudas de plantas nativas.

– Produção de defensivos naturais.

– Irrigação por inundação: efeitos ao meio ambiente e proibições legais.

Assessoria de Comunicação/IFCE Crato

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis