P3 Midia

P3 Midia

15 alimentos que vão turbinar sua saúde

Toda inflamação é um mecanismo de defesa do organismo contra uma agressão. "A intenção é identificar os agentes responsáveis pelo ataque e neutralizá-los rapidamente", explica a nutricionista funcional Roseli Rossi, de São Paulo. O problema pode vir acompanhado de dor, febre, vermelhidão, desconforto e inchaço. Com orientação médica adequada o corpo se restabelece em poucos dias, mas nem sempre é assim... "Muitas pessoas usam remédios anti-inflamatórios sem receita e de forma continuada. Em excesso, eles desencadeiam úlcera, gastrite, problemas cardiovasculares e hipertensão", diz o nutrólogo Hélio Osm, de São Paulo. A inflamação tratada de maneira errada contribui para o surgimento de doenças graves, que vão de artrite reumatoide e câncer a diabetes. O ideal é que o organismo tenha imunidade suficiente para debelar o processo inflamatório. Alguns alimentos são capazes de dar uma força e tanto para isso - confira!

Imunidade em alta

Alimento poderoso: shiitake
Por que funciona: os japoneses já aproveitam os benefícios dessa planta há muito tempo. "O shiitake é um cogumelo rico em proteínas e pobre em calorias. E o mais interessante é que possui alto teor de lentinana, nutriente que estimula a produção de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo a inflamações", esclarece a nutricionista Andrea Santa Rosa Garcia, do Rio de Janeiro.

Dica esperta: nada de descartar os talos do shiitake na hora do preparo. "É onde se concentram as potentes fibras betaglucanas. Elas fazem uma verdadeira faxina no organismo, eliminando as toxinas que favorecem o surgimento de doenças", garante Andrea. Estudos da Universidade de Illinois (EUA) mostram que as betaglucanas são capazes de prevenir doenças.

Dose ideal: 1 pires (chá) por dia

Coração protegido

Alimento poderoso: azeite de oliva extravirgem
Por que funciona: esse óleo é um dos protagonistas da dieta mediterrânea, considerada uma das mais saudáveis do mundo. "Por ser fonte de gorduras monoinsaturadas, as chamadas gorduras do bem, o azeite reduz o colesterol LDL (ruim) e evita a inflamação das artérias, que podem causar uma série de complicações no aparelho cardiovascular", afirma a especialista Roseli Rossi. Uma recente pesquisa publicada no jornal científico internacional Nature apontou que um composto presente no azeite de oliva, o oleocanthal, também inibe a atividade de enzimas ligadas aos processos inflamatórios.

Dica esperta: use sempre o óleo frio para incrementar os pratos prontos. Quando passa por aquecimento, sua estrutura é modificada e ele pode perder boa parte das propriedades funcionais. Outra recomendação: substitua a manteiga convencional por manteiga de azeite com ervas.

Dose ideal: de 1 a 3 colheres (sopa) por dia

Sistema respiratório livre

Alimento poderoso: gengibre

Por que funciona: a raiz é rica em ativos, como felandreno, zingibereno e zingerona, que agem principalmente no combate a inflamações das vias aéreas superiores (bronquite, sinusite e asma), garantindo descongestionamento. "É um remédio natural excelente para quem está incomodado com o acúmulo de catarro ou pigarro", diz Roseli. Há também a presença do mineral selênio, que reforça a ação anti-inflamatória, e do ativo gingerol, que funciona como analgésico, minimizando o desconforto causado por esses males.

Dica esperta: "A raiz fica muito gostosa se acrescentada a saladas, vegetais cozidos ou nos pratos com peixe. Se preferir, rale um pedaço, coloque na água e tome ao longo do dia. Ou, ainda, faça um chá, mas lembre-se que o gengibre deve ser fervido durante o preparo", ensina Roseli.

Dose ideal: 1 colher (sopa) do gengibre ralado ou um pedaço pequeno por dia

Articulações perfeitas

Alimento poderoso: açafrão

Por que funciona: pesquisa publicada no periódico Journal of Biological Chemistry (EUA) afirma que a curcumina, pigmento responsável pela cor do açafrão, elimina os mecanismos biológicos que desencadeiam as inflamações nos tendões e causam a famosa (e dolorosa) tendinite. O potencial anti-inflamatório e desintoxicante do condimento também é eficaz no combate a dores nas articulações provocadas por doenças como artrite e artrose.

Dica esperta: experimente utilizá-lo no preparo de frango, arroz, torta e molho de salada. Mas cuidado, porque o sabor é forte! Portanto, não exagere - basta uma pitadinha.

Dose ideal: 1/2 colher (café) por dia

Intestino supersaudável

Alimento poderoso: batata-doce
Por que funciona: o tubérculo possui índice glicêmico baixo, contribuindo no combate a inflamações. "Os alimentos com carga glicêmica alta tornam o pH do organismo mais ácido e convidativo à proliferação de fungos e bactérias nocivos", esclarece Roseli. Rica em fibras, a batata-doce aumenta a presença de micro-organismos benéficos no intestino e combate os maléficos, prevenindo a síndrome do cólon irritável e a colite ulcerosa. Se o quadro inflamatório já estiver instalado, nutrientes como o betacaroteno, o manganês e as vitaminas B6 e C resolvem a questão, já que têm função antioxidante e imunomoduladora.

Dica esperta: combine a batata com coco, mel, noz-moscada ou canela para preparar doces. Use-a também em salgados - sopas, purês e até bacalhoada.

Dose ideal: 2 fatias médias por dia

Livre do câncer

Alimento poderoso: cenoura

Por que funciona: Pelo alto teor de betacaroteno, é um vegetal anticancerígeno. Contém ainda potássio e vitamina A.

Dose ideal: Coma na salada ao menos duas vezes por semana

Sem gripes e resfriados

Alimento poderoso: frutas vermelhas

Por que funciona: Morango, amora e framboesa contêm bioflavonoides, que defendem o sistema imunológico, como a vitamina C, presente na laranja e no limão.

Dose ideal: Consuma as frutas frescas ou em forma de suco diariamente

Vida sexual

Alimento poderoso: mamão papaia
Por que funciona: Sua polpa é fonte de cálcio, necessário para a contração muscular associada à ereção masculina e ao orgasmo feminino. A fruta ainda é rica em vitamina C, que dá força e disposição. Trituradas, as sementes liberam gorduras essenciais para a produção de hormônios sexuais

Unhas e cabelos fortes

Alimento poderoso: arroz integral
Por que funciona: Além de ser fonte de fibras, selênio, vitaminas E e do complexo B, o arroz, assim como outros grãos integrais (aveia, trigo, cevada), é rico em silício orgânico - que aumenta a produção de elastina, colágeno e queratina. Basta consumir um tipo de grão a cada refeição

Acalme os nervos

Alimento poderoso: linhaça
Por que funciona: Essa semente contém o fitoquímico lignana, com efeito semelhante ao do hormônio estrogênio, ótimo para acabar a fúria dos dias de TPM. Suas fibras ainda fazem o intestino funcionar melhor.

Dose ideal: Basta uma ou duas colheres (sopa) por dia

Raciocínio

Alimento poderoso: peixe
Por que funciona: Salmão, atum, cavalinha e arenque são ricos em ômega-3, que auxilia na oxigenação das células cerebrais e reduz o risco de perda de memória.

Dose ideal: Coma, pelo menos, duas vezes por semana

Queimar gordurinhas

Alimento poderoso: pimenta vermelha
Por que funciona: Tem capsaicina, que aumenta a capacidade de derreter gorduras durante os 20 minutos após a refeição. Ainda alivia dor de cabeça, controla o nível de glicose no sangue e ajuda no tratamento da rinite. Pode ser consumida em molhos

Os fogachos da menopausa

Alimento poderoso: soja
Por que funciona: Rica em isoflavonas, tem ação estrogênica, capaz de amenizar os sintomas do climatério e prevenir a osteoporose. Suas proteínas reduzem o colesterol, diminuindo o risco de doença cardiovascular. Escolha alimentos variados, sem exagerar na quantidade. Lembre-se: todo excesso faz mal!

Dose ideal: Por dia, a dose mínima recomendada é de duas xícaras (chá)

Raciocínio

Alimento poderoso: alho
Por que funciona: Contém alicina e aliina, compostos antioxidantes que estimulam o sistema imunológico e atuam na prevenção de infecções e inflamações

O fim dos processos inflamatórios

Alimento poderoso: chá verde

Por que funciona: É fonte de catequinas, substâncias antioxidantes que combatem vírus e radicais livres e também amenizam processos inflamatórios. A erva é contraindicada para pessoas com hipertensão e para gestantes

Tire do prato! Assim como existem alimentos com função anti-inflamatória, há os que trabalham na mão contrária. "Não adianta incluir um item saudável no cardápio e ingerir vários outros que contribuem para a inflamação", diz a nutricionista Roseli. Por isso, fique atenta ao que deve ser evitado ou consumido com moderação:

- Carboidratos refinados (arroz, pães, bolos e massas com farinha de trigo convencional, açúcar)
- Gordura saturada (carne vermelha, manteiga, leite integral, queijos)
- Refrigerantes
- Bebidas alcoólicas
- Café

Fonte: Máxima

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis